segunda-feira, 3 de agosto de 2015

DÁ PRA APLAUDIR?....JURA???

Quando eu penso que talvez eu esteja errado, e até torço pra isso, me vem a mandatária da Nação fazendo um daqueles discursos em que todos são pagos para aplaudir dizendo claramente e sem sombra de dúvida de que não irão colocar uma meta, e sim, irão deixar a meta em aberto, mas quando atingirem essa meta, irão dobrar a meta.
A cada dia que passa, o sofrimento moral, intelectual, e até sexual do nosso povo, vai ficando mais abatido.
Agora está ficando mais difícil tentar compreender os rumos que estão tentando colocar o nosso país.
E pagamos já, com pouco mais de meio ano, quase 1 trilhão e duzentos bilhões pra ouvir coisas como estas...!
Talvez ela tenha se referido à palavra "merda", pois teria mais sentido!

sábado, 25 de julho de 2015

DESABAFO

Meu Deus do céu!!!!  Tem horas em que bate aquela revolta indescritível e dá aquela vontade de mandar tudo à merda, mas mesmo assim, precisamos manter alguma discrição e calma onde buscamos tentar entender o que se passa.  É um exercício muito, mas muito difícil, porque não sabemos onde buscar qualquer traço de coerência ou verdade.  Tudo é sempre obscuro e cercado por interesses inconfessáveis.

Diversos personagens, ao longo das últimas décadas, já disseram que, se abrirem a boca, a república iria cair.  Um outro Ministro de Estado, disse ter colocado um gravador em seu gabinete para gravar algumas "reuniões" e decidiu depois parar com isso e destruir tudo o que gravou porque era tudo muito perigoso.  Isso nos dá uma noção, apenas uma simples e pequena noção de como "funcionam" as coisas no Brasil.

Todas essas operações policiais com nomes pitorescos que estão hoje em andamento, apenas nos dão algumas visões parciais e esfiapadas de um todo que, se realmente conhecido, teremos que rever toda a nossa infraestrutura política, desde a tal redemocratização do País.

Continuamos trocando siglas partidárias a cada eleição e sempre com esperanças de alguma mudança que justifique a gigantesca, absurda, incompreensível, grotesca, pornográfica, carga tributária que todos pagamos.  Alguns defensores do atual governo apelam para a tal sonegação.... Cacête!!!!!  Ainda querem mais?????   Quarenta por cento em média do que o brasileiro paga, são impostos de todos os tipos. O governo, além de tudo, é também banqueiro, empresário enfim, disputa com o mercado de forma injusta através de suas Estatais.

Um governo não deve ter empresa alguma. Deve só administrar os impostos decentes e razoáveis para cuidar da Educação, Saúde, Segurança e Infraestrutura e só isso.  Tudo através de suas respectivas instituições e nada mais.

Se o governo resolve ter um carrinho de pipoca, então tem que ter o pipoqueiro, o vice-pipoqueiro, o primeiro secretário do vice, o segundo, o terceiro, o administrador de fundos de reserva, o adjunto da secretaria do administrador, o diretor de marketing, o sub secretário do adjunto de operações ... e vai ao infinito...!   Quem, por Deus, aguenta sustentar tudo isso só pra vender pipoca?????

Antigamente, na época em que dizem, vivíamos uma ditadura, ainda se podia lutar contra tudo isso, mesmo não sendo comunista, bastando almejar a  liberdade.   Mas e hoje em dia?  Como as pessoas sérias e com respeito e sonhos verdadeiros podem agir?  Batendo panelas?  Anulando o voto?  Protestando nas ruas e tirando "selfies" ao lado de policiais e todos sorrindo? inclusive os cachorros?
Antes era o tal " Brasil ame-o ou deixe-o".... já hoje é  "..Brasil, ame-o e suporte quieto..."

Estamos com uma dívida pública gigantesca e quase impagável, estamos todos endividados, estamos todos cada vez indo mais para um poço sem fundo, enquanto os membros do que dizem ser governo apenas brigam para tirar ou manter seus cargos!!!!!!   Não se preocupam com a real situação econômica, financeira, vergonhosa em que enfiaram o povo.  Essa é a cultura do brasileiro???

Então eu sinto muito, mas mesmo contra a vontade, devo renunciar a minha cidadania.  Assim como tantos e tantos e tantos a cada dia buscam atrás de outras fronteiras uma fuga desse pesadelo em que estamos nos enfiando e pagando caro por isso.

Será que dá pra mudar alguma coisa no Brasil através do simples voto mesmo???  Ou vamos precisar de algo mais concreto como uma intervenção armada ou uma revolução?   De qualquer jeito, é preciso fazer algo, escrever algo, direcionar algo, pensar em uma solução para que isso não continue se perpetuando através dos séculos e séculos e séculos...!

Lula diz que está cansado de tantas mentiras e falcatruas...!  Verdade???   Eu ...não posso colocar todos os outros,  também estou senhor Lula...!  Meu saco já estourou diversas vezes e foi remendado diversas vezes...!

Se o PT foi eleito para que se mudassem as coisas e agora vem dizer que só fez e faz o que os outros sempre fizeram, então qual o sentido de se mudar???????

Essa falta de coerência em tudo e sempre perturbadoramente insistente é que me deixa com tonturas pois minha consciência se atormenta com tanta falta de lógica.

Então é tudo mentira?  Prove que tudo é mentira então.  Porque as provas vão aparecendo gradativamente.  E o custo que pagamos a cada prova conseguida é imenso para os cofres ´públicos e para nossos bolsos já tão estropiados.

Há alguns anos os americanos dormiam nos carros e toda a cambada anti-imperialista aplaudia e se refestelava criminosamente com isso.  Olhem lá seus filhos da puta.... olhem e vejam o que é uma Nação que sabe se recuperar de suas agruras e dar a volta por cima mais uma vez como eu sempre disse que iriam fazer.   Tomem isso como exemplo e não os exemplos de como atuam países que escravizam seus próprios cidadãos.

Se no dia 16 de agosto o nosso povo não demonstrar realmente do que é feito.  Talvez então eu decida se realmente sou um irmão brasileiro ou não.  Se vale à pena lutar por um Brasil melhor ou se o nosso povo quer ser sempre um capacho de calçados imundos sempre cheios de esterco.




sexta-feira, 24 de julho de 2015

O INFERNO DE KEPLER

Vamos supor que, daqui há algumas décadas, possamos finalmente viajar pelo espaço e visitar alguns planetas. Podemos então, talvez até encontrar algum que possa sustentar alguma vida como o descoberto recentemente pela NASA, o tal Kepler 452b.

Digamos que exista vida nesse planeta rochoso e com possibilidades interessantes como mais uma opção para vivermos em paz.  Sim, mas e se já houver uma forma de vida inteligente nesse planeta? Ou em outros que nos interesse?  E se essa forma de vida inteligente encontrada estiver em um estágio evolutivo comparada a nossa triste Idade Média?  O que faríamos?

Será que iriamos interferir ou até interagir com eles?  Com qual propósito?

Levar as "verdades religiosas"?   Dar-lhes o conhecimento da nossa tecnologia contemporânea?  enfim, o que faríamos?

Conhecendo nossas realidades, com certeza posso dizer que perderíamos esse medo de ETs e simplesmente iríamos escravizar o povo que lá vivesse em nome do nosso progresso assim como fizemos durante toda a história terrestre da civilização.  Iriamos nos apropriar de suas riquezas, de sua mão de obra, enfim, só nos contentaríamos com o que considerássemos bom para nós e, controlaríamos toda a vida planetária deles transformando tudo num Inferno de Kepler.

Não adianta pensar que haveriam de ter respeito ou qualquer outra contemplação sobre o direito desse povo em seguir suas existências particulares.  Se houvesse mesmo qualquer tipo de confraternização inicial, com certeza os espíritos da ganância iriam crescer mais cedo ou mais tarde, e transformariam o Planeta numa verdadeira fonte de recursos facilmente "tomáveis" culminando com todas aquelas misérias resultantes desses encontros civilizatórios.

Mas e se a espécie que vivesse naquele orbe fosse mais evoluída que a nossa?  Também, com certeza, mesmo que fossem amistosos, já iríamos nos preparar aqui para nos defendermos de qualquer possível invasão....sim, iríamos medir eles de acordo com nossa moral e os nossos costumes.  Mesmo sendo pacíficos, não há como não nos prepararmos em sempre justificadas defesas de nosso mundo.

É complicado isso não é mesmo?

segunda-feira, 20 de julho de 2015

OUTRO CONFLITO NA AMÉRICA LATINA?????

Certa vez, lendo um livrinho interessante chamado, "Enterrem Meu Coração na Curva do Rio"  de  Dee Brown, não pude deixar de perceber certas coisas pitorescas que acontecem com todos nós humanos aqui nesse planetinha tão rico e tão conturbado.

A narrativa do livro se desdobra sobre o sofrimento do povo indígena norte americano tendo que abandonar suas terras em função do crescimento descontrolado do homem branco. Até aí, tudo bem, afinal de contas, sempre existiu esse conceito desde os primórdios da civilização em que, um povo mais desenvolvido subjuga e controla ou domina os menos desenvolvidos.

O que acho interessante é que, justamente sob os pés desses povos mais fracos é que repousam verdadeiras maravilhas e fortunas incalculáveis.  Mesmo retirando nações inteiras e as relocando em outras pradarias consideradas imprestáveis, passado um tempo, algum animal ia lá e encontrava verdadeiras fortunas que não haviam sido antes detectadas.  Parece uma piada de humor negro.

E o mesmo ocorreu no nosso Brasil, e o mesmo fizemos com nossos indígenas e o mesmo ainda fazem muitos países onde loucos possam, por qualquer intermédio, vir a serem colocados no poder.

Hoje me deparo, perplexo, com uma notícia de que o excelentíssimo imbecil e assassino ditador da Venezuela, está tentando manobrar uma distração para o seu povo já cansado e no limite da aceitação de que ele ainda continue respirando.

O animal bolivariano decidiu que vai porque vai, tentar pegar de uma vez por todas, um território junto à Guiana e que está em litígio há mais de um século.  Patriotismo?  Decisão acertada?  Bem, segundo o próprio Maduro, será resolvido nem que seja à bala, ou seja, numa invasão ao pobre e indefeso país minúsculo.  Mas por que essa decisão ser tomada agora?  Porque um daqueles animais encontrou grande quantidade de petróleo na região em litígio.... isso também não parece uma piada?

É lógico que a pobre Inglaterra não vai aceitar muito feliz algo assim, talvez do mesmo jeito que também não aceitou quando outro louco tentou tomar suas possessões chamadas "Falklands" no início da década de 1980.  E olhem que nem tem nada por lá.  Mas agora há petróleo e todos sabem como essa merda preta pega fogo.

Agora imaginem o combustível de alta octanagem que está vazando por toda a América latina.  É lógico que todos querem uma solução pacífica, mas ...se em mais de um século não foi possível, agora com essa nova descoberta haveria alguma chance real de frear os ânimos daqueles que se dizem revolucionários bolivarianos diante desse produto altamente capitalista?  E ainda tendo do lado oposto os interesses de Nações conhecidas por imperialistas?  E que posição o Brasil iria tomar diante desses fatos?  Apoiar Maduro em favor do socialismo bolivariano ou apoiar o imperialismo que nos últimos 13 anos tem espancado incansavelmente?

É lógico que as batalhas começarão pela internet com os esquerdistas vindo com suas velhas ladainhas sobre um direito venezuelano antigo que lhes foi arrancado pelos imperialistas cruéis e por aí vamos à dezenas de décadas de demônios para trás.

A Venezuela "flutua" sobre um mar de petróleo, então, isso não é desculpa.

Para mim, essa merda negra já deveria estar abandonada há muito tempo.  Com tantos conflitos em função direta ou indireta sobre ele, já deixou por demais o rubro e o negro derramados sob o céu.

Então, se havia um litígio sobre a região conhecida por "Essequiba"  ela acaba agora e fica com a Guiana. Ou se negociem acordos para o uso conjunto até a solução se algum dia vier.  Qualquer outra alternativa sangrenta iria mostrar, mais uma vez, como são hipócritas os ditos revolucionários bolivarianos.

sábado, 18 de julho de 2015

QUANDO TODOS "SIFO"...

Tem que matar, tem que acabar com essa raça! Pena de morte já!  Queremos a volta dos militares...! Maioridade penal aos 10 anos...!  Tem que ter uma revolução e, de preferência, que morram muitos desses imprestáveis.  Isso aqui não tem mais jeito, vai ser sempre assim...!

Quantas vezes não ouço isso em todos os lugares por onde ando, até dentro da própria família. E não adianta andar por outros lugares ou procurar outras famílias, pois o sentimento é crescente e, pra falar a verdade, incrivelmente contagiante.

Por enquanto, tudo se resume à conversas;  sejam elas através de palavras ditas, digitadas, ou até simplesmente dirigidas com o olhar.  Mas o sentimento de revolta é crescente.

Quando os empresários resolverem se desfazer de seus negócios e se mudarem, com certeza não levarão juntos os seus "colaboradores", esses terão que ficar e buscar alternativas. O êxodo de brasileiros só faz aumentar buscando melhores condições de vida e respeito em outros países ditos mais democráticos.  Primeiro vão os mais corajosos, empreendedores em potencial.  Depois os inconformados que, geralmente, também são lutadores embora de paciência curta.  Por fim, aqueles que perdem completamente a esperança.  Os que ficam, são os resignados, dependentes, aquela massa manobrável e pacífica que já se acostumou a ficar de quatro aceitando tudo sem reclamar, desde que possa assistir o joguinho, a novela, o Big Brother Brasil, e receber sua bolsa, auxílio, ou qualquer outro benefício assistencialista típico de países falidos.  Somente alguns poucos ainda acreditam e querem manter a esperança de que haja ainda alguma  forma de revertermos essa situação grotesca na qual estamos nos enfiando.

Mas quando assistimos aqueles que "dizem" que nos representam, se chafurdarem cada vez mais na merda, (a lama passou a ser luxo) sem qualquer tipo de pudor, receio, medo, e ainda continuar a gargalhar, então, é sinal de que tudo está realmente perdido.

O Brasil está perdendo, e pelo visto, infelizmente ainda vai continuar perdendo, toda a confiança do mundo.  A Grécia recentemente teve que ficar de quatro mas ainda teve a complacência de toda a Europa, embora não merecesse.... mas e nós?  Teremos complacência de quem????  Dos Chapolins Colorados????

Miseráveis, uni-vos...esse foi o recado dos governantes para o Mercosul.  Talvez assim, nos aliando a todos os miseráveis e expurgando aqueles que, de alguma forma, poderiam interferir de fato em qualquer tipo de melhora, nos faz também enfiar a cara na merda.

Tudo baseado em sonhos utópicos e devaneios idealistas que só fizeram até hoje milhões e milhões de vítimas e justamente aquelas a quem normalmente queriam proteger com mentiras e sonhos irrealizáveis.

Não há planos...não há projetos... não há mais uma linha de raciocínio lógico ou sequer fiapo de proposta concreta que nos faça sair do abismo para o qual estamos caminhando. Só há disputas pelo poder.  Só há ganância e tentativas de escapar de responsabilidades.  Todos estão completamente cegados por cofres, cifras e cifrões!!!!!

... E o brasileiro que" sifo"...


quarta-feira, 15 de julho de 2015

PERIGOSAS PERUAS

Existe um certo sentimento de perplexidade hoje no Brasil.  Aos poucos, os brasileiros vão tomando conhecimento das reais circunstâncias que explicam, de certa forma, o porque de,  apesar de todos os nossos esforços, o país sempre se encontrar em situações muito abaixo do seu verdadeiro potencial.

Estou me referindo tanto à tal "Operação lava-a-jato", quanto às demais crises políticas, institucionais e também da economia que causam atualmente uma crescente paralisação no nosso setor produtivo e de consumo.

Ontem, alguns políticos de alta plumagem tiveram suas casas e empresas visitadas pela Polícia Federal e consequentemente, alguns de seus "brinquedinhos" foram apreendidos.  Só o Senador Fernando Collor de Melo teve seus três "carrinhos" levados, um Porche, uma Ferrari e uma Lamborguini... tudo coisa modesta frente ao humilde povo alagoano.

Houve então uma grita geral. Senadores protestaram pela atitude truculenta da polícia e estão agora discutindo méritos, métodos, modelos, toda aquela briga de madames em que as duas dondocas se pegam em público e, aos poucos, vão perdendo pedaços de sua vestimenta e exibindo suas partes para quem quiser observar... É deprimente.!

 Existem atualmente, tantas operações policiais e investigativas dos mais diversos nomes, que transformam tudo numa salada podre de descobertas e encobrimentos e sonegações, omissões, e delações, que, ao que parece, tudo caminha para a mais completa impunidade no final.

Membros dos mais importantes Poderes da República se encontrando secretamente fora do país para "negociarem" situações e soluções.  Ministros de Estado saltitando entre a imprensa e a Justiça elaborando textos e contextos dos mais absurdos com a única finalidade de livrar-a-cara de seus mandantes.  Duas imprensas antagonistas distribuindo as mais diversas versões, para alimentar os dois lados da mídia.    Juristas se posicionando em dois blocos distintos e antagônicos ora se apegando aos fatos e às leis, ora se prostituindo em função de verbas, cargos ou, quem sabe, alguns substantivos mais concretos e agradáveis.  Enfim, tudo tem acontecido diariamente e constantemente exposto por todos os lados.  Talvez seja esse o plano.  Esgotar... saturar... cansar o brasileiro que já não tem muito saco para essas coisas, desde que elas não interfiram diretamente nos seus próprios interesses umbilicais.  Mas...se tiram os empregos, mexem nos benefícios sociais, demonstram às sujeiras explícitas no futebol, aí sim, o cidadão começa então a... quem sabe? "filosofar" o sentido das coisas.

Assim, conforme essa estiagem forçada nos tem dado mostras de como precisamos repensar o uso de nossa água e nossa energia, quem sabe também, essas  "peruas" se debelando em público mostrando o quanto não tem vergonha em mostrar suas partes íntimas para que todos possam, enfim, tomar conhecimento da nossa verdadeira situação, não sirva também para repensarmos se devemos ainda continuar quietos e mansos diante da, muito provável, impunidade que está se formando no horizonte.

 Afinal de contas, toda confusão tem por finalidade, não dar em nada mesmo.

quarta-feira, 8 de julho de 2015

ATÉ QUANDO FICAREMOS "DEITADOS" EM BERÇO ESPLÊNDIDO" ???

Uma das coisas bem interessante que constatamos no Brasil é o tal de lucrar e lucrar muito, na maioria das vezes em excesso.  Quantas pessoas já me disseram que, se for para fazerem algo que ganhe menos de 200%, então, nem começam.  Constantemente vemos liquidações em que se anunciam descontos que vão de 30%, 50%, e até 70%, e eu fico questionando o quanto estão perdendo, mas que nada, ainda ganham, e ganham muito.

Por essas e outras, o "País do jeitinho", vai criando seus mecanismos culturais baseado na sempre tão conhecida "lei gersiniana"!   Ah, mas os impostos são altíssimos!!!!  Eu concordo, porém, isso é apenas mais um indicativo de como o "Custo Brasil" também judia de seu povo.  Grandes empresários tem acesso quase irrestrito à financiamentos feitos por órgãos estatais, enquanto que pequenos investidores tem de deixar praticamente as calças para viabilizar qualquer empréstimo.

Parece não haver consenso ou sequer bom senso, e a ganância desmedida vinda por todos os lados , só colabora para criar mais dificuldades à economia.

Ontem, conversei com minha filha sobre ela me questionar o porque de eu comparar sempre o Brasil com os Estados Unidos e não com um outro país qualquer como algum africano.  Expliquei à ela que não tem como se comparar o Brasil com quase ninguém a não ser com os EUA, e simplesmente porque temos histórias parecidas e praticamente são Nações que surgiram juntas no novo mundo. Qualquer país da América do Sul, ou tem grandes distorções geológicas, geográficas, políticas, e até climáticas que oferecem despropósitos nas comparações. O Brasil, pela extensão territorial, clima, geografia, enfim, diversos fatores semelhantes apenas com algumas poucas exceções, é sim, comparável aos Estados Unidos.  Quanto aos países africanos, infelizmente não há como qualquer comparação.

Então, essa é a questão. Basta assistir alguns vídeos de depoimentos de brasileiros que lá estão, e constatar que, apesar da ganância que é inerente ao ser humano, existem locais onde, pelo menos, existe um controle disso.  Impostos exorbitantes, taxas de juros monumentais, e margens de lucro pornográficas, pelo que eu saiba, não fazem parte da cultura econômica americana.

Quando nosso povo começar a entender que vale mais a pena  e cria mecanismos para fomentar a economia, usar de bom senso e aplicar tudo isso de forma mais justa, daí sim. estaremos caminhando para uma nova conquista social.  Felizmente isso já vem ocorrendo, só que a passos ainda muito tímidos.

Um  amigo meu me perguntou certa vez, se eu preferiria ganhar 50 ou 100%, eu realmente não entendi a pergunta, mas a resposta certa, estava em saber """sobre quanto e o que""""!!!

Se eu produzo, comercializo, ou trabalho por unidades dentro de uma capacidade limitada ou ilimitada, devo sempre ter em mente esses fatores e adequá-los à minha capacidade operacional.
Dessa forma,  eu poderia facilmente observar que,  100% de 10, seria o meu ganho de 10, e que 10% de 100 também é 10 ,   e atende muito mais pessoas ganhando o mesmo.

Impostos deveriam, no máximo, atingir o mesmo patamar de um dízimo.  Aquela oferta Divina jamais deveria ser superada por aqueles que não dispõe de qualquer divindade, tanto na esfera governamental quanto qualquer outro brasileiro.

O Brasil, é sim, uma potência adormecida que ainda insiste em ficar "deitado"  em berço esplêndido... e como me dói a palavra ... "eternamente".