RESPOSTAS ÍNTIMAS

Somos seres viventes dentro de uma dimensão, só que existem infindáveis dimensões. Vamos excetuar aqui o misticismo religioso que vem de diversas interpretações. Somos seres que captam, alguns mais, outros menos, as ondas ou energias dessas outras dimensões. Quando estamos calmos, relaxados, com pensamentos coerentes, estamos em sintonia com energias dessa nossa dimensão. Mas quando nos alteramos, quando nos sentimos dentro dos aspectos colocados como os 7 pecados capitais, então sim, estamos captando energias de outras dimensões e seus seres menos evoluídos. As religiões os chamam de espíritos ou almas diabólicas. Já penso serem os seres extra dimensionais ainda em processo evolutivo.
Raramente temos a oportunidade de captar os seres mais evoluídos, porque eles pouco se interessam por nós, não por uma questão de abandono, mas por saberem que nós iremos evoluir quer queiramos ou não. É só uma questão de tempo que eles sabem não ter significado no eterno. A lenda do demônio só nos serve como causadora de culpa, até porque, é mais fácil perdoar os outros do que perdoar a si mesmo. Jesus veio de dimensões mais evoluídas como forma de nos ajudar a transcender esses aspectos com mais naturalidade e sem tanto sofrimento. Todo esse processo infindável é necessário para que possamos nos conhecer a nós mesmos como indivíduos em ascensão. Eu mesmo tenho ataques de fúria, pensamentos negativos descritos como pecaminosos, enfim... estou tentando evoluir. Jesus também teve esses aspectos aqui na terra quando cedeu a fúria ou ao desânimo mesmo muito evoluído, dentro do invólucro biológico experimentou muito do que nós estamos experimentando. Mas ele tinha a vantagem do conhecimento maior, o que lhe deu muita força. Nós, infelizmente ainda não alcançamos esse conhecimento. Portanto, ainda estamos presos à conceitos, dogmas, e toda a culpa, ressentimento, e revolta que isso trás. Não estudei isso... não sou teólogo.... estou só dizendo o que sinto.

Tudo enfim, acaba sendo ciência. Desde que desmistificaram o fogo como algo sobrenatural, a própria ciência já chega às portas da física quântica e suas chamadas "Partículas Fantasmas". Quantas portas de conhecimentos ainda não serão abertas até que possamos entender que somos deuses em ascensão?

Estamos em processo de aceleração agora. Nossas consciências parecem se expandir a velocidades cada vez maiores rumo a um futuro sempre bifurcado. Uma opção nos leva à grandeza e a maiores entendimentos, já outro a nossa própria destruição biológica. Mas como nada se perde e sim, tudo se transforma, perdemos apenas nossos aspectos biológicos, sendo que, a consciência continua seu caminho independente de quantas existências em carne precisemos cumprir.

Nota-se então, a clara objetividade da vida. Não há caminho errado, não há céu nem inferno. Somente experiências físicas que moldam e aperfeiçoam nossas consciências habilitando-as para novas aventuras e conhecimentos rumo ao eterno e infinito.

Estamos às portas de mais um ano que medimos através dos astros. Um bom momento para que façamos uma introspecção e possamos ter algumas "respostas íntimas".

A maioria de nós as rejeita, ou não as exterioriza. Talvez por medo ou vergonha. Medo por achar que esta de alguma forma cometendo algum tipo de sacrilégio, e vergonha, por não querer parecer maluca.

O meu amigo "Zé" me sussurrou tudo isso no ouvido durante uma longa viagem que fiz debaixo de enorme temporal em estradas sinuosas e escuras no interior de Minas Gerais.

Ali, na solidão da madrugada e em meio às estradas desertas, com um temporal absurdo, seguidos de trechos de intensa neblina, acabei obtendo essas respostas com mais intimidade.

Não precisamos ter medo...não precisamos ter vergonhas, ou orgulhos. Não precisamos nos apegar a conceitos, diretrizes, dogmas, regras como únicas verdades absolutas. Tudo isso é mutável e efêmero se comparado às vastidões infindáveis dos também infindáveis multiversos.

Acredito que o sentido da grandeza de nossa insignificância, está em apenas sentir.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA