Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

QUE PODER É ESSE? (FINAL)

Imagem
"Um dos maiores impérios da antiguidade apodreceu pela corrupção facilitando que outros povos considerados então como bárbaros, dominassem e destruíssem tudo, ao menos quase tudo."


Essa é a terceira e última parte desse post sobre Privatarías e Mensalões e seus desdobramentos corruptiveis.


O mal verdadeiro não está na corrupção em si, mas na forma como é ou não punida. Se um corrupto pego é punido exemplarmente, irá desinteressar outros que porventura estejam planejando o mesmo, essa é a função da justiça penal. Quando não há punição, ao contrário, vemos os elementos serem soltos para continuar mais à frente a causar os mesmos problemas danosos à sociedade, então é porque as instituições já estão podres.



No caso do livro "A Privataria Tucana" vemos fortíssimos indícios de que, ou a justiça resolveu se envolver na cumplicidade com expectativa também de fazer o mesmo no caso do mensalão, ou os mecanismos que usam atualmente para investigar devem ser imediatamente atu…

QUE PODER É ESSE? (CONTINUAÇÃO)

No meu post anterior talvez não tenha ficado muito claro o título do mesmo, afinal, trata-se de saber "que poder é esse". O poder que falo, é o tal poder exercido por aqueles que nos governam, que nos fiscalizam, que nos cobram, que nos limitam, e que em geral, são tratados por "excelências". Trabalham, ou aparentam trabalhar, em função de melhorar a vida da sociedade, de dar o "exemplo" de conduta, de tornar a vida dos brasileiros mais digna, enfim, recebem, e muito, exatamente para isso.

Temos os poderes Executivos, Legislativos, e Judiciários, isso, nas diversas instâncias Municipais, Estaduais e Federais, como aprendemos desde o tempo de escola. Também aprendemos sobre o tal "Quarto Poder" representado pela imprensa que a tantos incomoda e que na falta de alguma oposição, se vê obrigada à exercer essa tarefa. No entanto, precisa adentrar ao partidarismo, o que não é muito bom para uma democracia.

Nossos representantes diretos eleitos pelo vo…

QUE PODER É ESSE?

Já dizia o "poeta" que quanto mais se mexe na merda, mais ela fede! Estou no meio da leitura do livro "Privataria Tucana" de Amaury Ribeiro Junior, presenteado por minha filha já que um outro romance que eu havia pedido não tinha.


A principio, nem havia interesse meu nessa obra, mas para desencargo de consciência e também ouvir o "outro lado" daqueles que somente ignoram as informações ali contidas, resolvi topar a leitura.

Realmente, existem no livro informações bem interessantes, isto é, se forem apreciadas por alguém que procure se ausentar de partidarismos. O próprio título da obra já expõe um certo "lado" do autor, mas tudo bem, sou do tipo que não me importo com quem está falando, mas sim, "o que" está falando, isto serve também no caso de "escrevendo". Se Hitler disse alguma coisa com sentido ou boa em sua carreira, não devemos condenar seu dito apenas por ter sido ele quem foi. Isso é só uma questão prática.



Até agora…

OS AMORES DE ONTEM

Imagem
Depois de um período bastante quente, finalmente uma chuvinha refrescante para aliviar a secura de tudo.
Assistindo a alguns clipes antigos presenteados por um grande amigo num boteco que frequento, virtual, porém, mais real em calor humano que muitos botequinhos da vida por aí, me vem aquele lado nostálgico e romântico. Lá vou eu desabafar um pouco. Constranger meu lado prático com parafernálias absurdas mas ainda incômodas.

Tantos namorinhos, tantas aventuras, tantas tentativas de encontrar a "metade que falta"!!!

Sei que já estivemos juntos em várias existências, sei que sempre fomos cúmplices, sei que ambos temos que seguir os próprios rumos independentes, altivos, ativos, e sem jamais fraquejar. Mas estou sentindo a sua falta!

Tem horas que os amores de ontem, não bastam.

Me lembrei de Fernando Pessoa, que disse;  "-Enquanto não superarmos a ânsia do amor sem limites, não poderemos crescer emocionalmente. Enquanto não atravessarmos a dor de nossa própria solidão, …

POR UMA COMISSÃO DA VERDADE VERDADEIRA.

Um bom exemplo de como não se ter  LADO em algumas questões, e se posicionar de acordo com o próprio pensamento, é a tal dessa "Comissão da Verdade".
Ouvindo aqui e ali os questionamentos, as propostas, as discussões, enfim, os desentendimentos sendo dirigidos ou sublinhados ao sabor de interesses particulares ou partidários, me faz "pensar".
Então, pensando, deito aqui a minha sincera opinião.
Não sei se é por gosto, afinidade, outras vidas, sei lá. Eu simplesmente sou fascinado por vida militar, tai um arrependimento de não ter seguido essa carreira, mas o que é a vida senão um rosário de arrependimentos, pelo menos por aqueles que pretendam ser honestos até consigo mesmos!

Não vou entrar no mérito contextual do programa, até porque não tenho tempo de analisar cada parágrafo, cada item, cada parábola metafórica escondida ou não dessa questão. Nem ganho para isso.

Vou opinar tão pura e simplesmente do meu ponto de vista como cidadão, e só!

Para mim, existe um abis…

REFLEXÕES ANALÓGICAS E ZOOLÓGICAS

Imagem
Certa vez, conversando com um dono de oficina de motos enquanto aguardava os reparos na minha, passamos pelo assunto da mutabilidade de crenças e pensamentos.
Somos seres falhos, em constante aprendizado, já que, ninguém é dono da verdade nem seu proprietário exclusivo. Existem divergências em todos os assuntos imagináveis e inimagináveis que possamos conceber. O sucesso de alguns, jamais pode vir como uma fórmula infalível para ser aplicada a outros. Cada um é cada um, todos somos imperfeitos e perfeitos, porém, em contextualidades também diferentes.
Nossas opiniões sempre se refletem ao momento, ao número de informações obtidas, à forma como essas informações nos chegaram.
Então, logicamente pensamos e formulamos uma linha de raciocínio que nos parece mais conveniente ou acertada dentro das melhores possibilidades para todas as partes.
O verbo pensar, não é simplesmente feito para se conjugar, mas sim para se praticar. Tão importante é isso em nossas vidas, que acabamos nos esquecen…

QUEM QUEBROU A LOUÇA????

Imagem
Uma coisa que vem me atormentando, não digo mais incomodando, mas atormentando sim, eu diria até uma parcela cada vez maior de brasileiros. A tal da impunidade, a injustiça maior que se perde entre os infindáveis labirintos burocráticos da nossa morosidade penal.
O Brasil, é o único país NO MUNDO onde existem tantas instâncias para que aqueles mais privilegiados financeiramente possam recorrer de suas sentenças condenatórias. Podem enfim, recorrer até o STF, Supremo Tribunal Federal. Isso é para poucos, somente a "casta" privilegiada que tem condições de "empurrar" seus processos até a prescrição!


Ou temos varias instancias, ou as prescrições, os dois juntos não dá. A corrupção deita e rola dentro desses segmentos.

Já disse que não sou contra a corrupção, fato facilmente comprovado pela fraqueza do ser humano e onde a hipocrisia pode negar completamente esse detalhe. Ser contra a corrupção, é como se declarar contra às Tsunamis, os terremotos, enfim, fica muito bon…

ENTRE TER E SER

Costumam dizer que, só damos valor à alguma coisa ou a alguém quando perdemos. Mentira!!!! Até porque não é questão de valor, mas sim, de um sentimento de ausência. Sabemos que não teremos mais a companhia da tal pessoa, nem poderemos mais desfrutar do determinado bem. Isso é apenas um sentimento de perda.

Logo seguimos em frente, alguns mais cedo, outros, mais tarde, porém, todos de alguma forma conseguem superar.

A determinação da cronologia dos fatos se encarregam de apagar ou ao menos amenizar o problema.

Coisas são substituíveis, pessoas não. Por isso sou até meio contra aquela outra máxima que diz; "não tenho tudo o que amo, mas amo tudo que tenho", Prefiro obviamente aceitar melhor outra que diz;" Não sou tudo o que queria ser, mas amo tudo o que sou".  


Pode parecer estranho e até um pouco egoísta, no entanto, nos deixa mais para o "ser" do que o mero "ter"!

Quando perdemos alguém ou algo, significa que tínhamos alguém ou algo, mas quem…

OS ANJOS SUSSURRAM

Imagem
Acho que boa parte do sabor da vida está naqueles momentos especiais, quase mágicos, em que nos encontramos em um estado hipnótico seja ele provocado por uma bela imagem captada momentaneamente no dia, em um filme quando no final enquanto toca aquela sempre bela música da trilha você insiste em ficar mais um pouco para "sentir"  a mensagem, ou naquela foto repentina pega num tocante angelical.

Tantas coisas nos maravilham momentaneamente e nem damos conta ou prestamos a devida atenção à essas dádivas que nos são presenteadas diariamente. Um sorriso, um gesto, um caminhar, um murmurio do vento sob às árvores, um gracejo canino, um som melodioso bonito que vem do universo à nossa volta e que raramente paramos pra ouvir.

Estamos tão centrados, envolvidos com afazeres diversos, que mal temos tempo, ou sequer interesse em...viver!

Como dizia aquele sábio índio americano em sua famosa carta ao " Grande Pai Branco de Whashington"...""-é o fim da vida e o início …