Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

TIJOLO ECOLÓGICO, COMO ""NÃO"" FABRICAR!

Existem aqueles que pecam por exageros, aqueles que pecam por descuido e até os que pecam mesmo!!!
No fundo, somos todos pecadores em maior ou menor grau.

Se for para se fazer bem feito, tudo bem, se for para fazer de qualquer jeito, ou usando o famoso e já consagrado "jeitinho brasileiro" decididamente não dá!

Isso vale para tudo, para todas as categorias profissionais, para todos os serviços, para todos os esforços no sentido de se produzir qualquer bem. Basta se colocar no papel contrário, como por exemplo o de consumidor ,e temos a resposta simples e objetiva.

No caso dos tijolos ecológicos, ou de solo-cimento, ou modulares, como preferirem, já disse anteriormente aqui que não é simplesmente "prensar" terra com cimento. Existem critérios que se não forem seguidos, detonam o produto que originalmente irá abrigar alguma família. Isso é sério!

Dias atrás, recebi a visita de uns rapazes que recentemente montaram uma pequena fábrica nas proximidades da minha, e que …

QUANDO A PIPOCA TE ENGASGA

Engraçado como reagimos as coisas! Vira e mexe, estou tentando assistir algum filme, tentando, pois quando não é o telefone que toca, é visita que chega, cachorro que escapa, ou a maldita luz que acaba.
Isso quando o "piratão" não resolve NÃO ENTRAR no compartimento do leitor de DVD.

Mas depois de iniciado o filme, é só curtir e torcer para que seja ao menos alguma produção com alguma inteligência. Coisa muito rara...raríssima de ver, são as famosas continuações de filmes de sucesso. O público gostou? Então lá vem o tal 2,3, e por aí vai...tudo geralmente uma merda. Pior quando no segundo tentam explicar a situação originada no primeiro, aí é cagada na certa. Um excelente exemplo é a porra do "Resident Evil"...Só prestou o primeiro.

Mas nada se compara aqueles filmes que começam de forma idiota, corre chato, e termina...(se alguém conseguir ver até o fim) deixando sua mente com forma de geléia!!!

Alguns exemplos?  Quando ainda se alugavam nas quase falidas locadora…

BRASIL, MOSTRA A TUA CARA!!!!!

Outro dia foi discutida a necessidade ou não do Brasil possuir tantos ministérios. Ao que parece, todos de alguma forma concordaram da "imbecilidade" em se manter tantas pastas assim. Dá pra se entender a quantidade de cargos que podem ser negociados dentro desses escalões governamentais, mas não dá pra se entender qual a utilidade disso para o país.
Um belo exemplo, foi o tal Ministério da Pesca que gastou horrores pornográficos financeiros para não aumentar um único e miserável quilo de pescado.

Acho que Ministérios são criados pelos mesmos motivos que os partidos políticos, ou seja, gastar o dinheiro e encher o saco do povo.
Ultimamente, ministros estão caindo como "jacas maduras" aqui e acolá, e olhem a "madureza" de alguns até "octogenários" que por não ter o que fazer, vem fazer nos tais ministérios.

Vão aqui algumas sugestões então para alguns ministérios a mais, já que virou moda criar esses sumidouros de verba pública.

O Ministério do &…

CICLO

Imagem
Hoje, voltando da fábrica onde fui fazer alguns preparativos, de repente sou pego por uma sensação muito estranha. Durante os vinte quilômetros que tive que percorrer em meio à avenidas, ruas, e uma estrada, acabei ligando o "piloto automático" termo que costumo usar quando não me lembro do caminho. Parece que continuo atento a tudo sem no entanto lembrar depois.
Mas hoje foi completamente diferente. Começou eu acho, quando um determinado semáforo abriu.
A partir daquele instante um relaxamento profundo me invadiu. Não ouvia nenhuma música, não estava preocupado, muito menos pensativo ou tendo alguma "viagem", simplesmente tudo ficou diferente.
Tive a sensação estranha de que podia ouvir mais e com mais detalhes, podia sentir até a textura daquilo em que meus olhos fitavam, podia enxergar melhor, podia sentir como se tudo à volta fizesse parte de uma enorme bolha ligada a mim por alguma força inexplicável. Tentei me concentrar para saber como manter aquilo por mais…

A NOVA LEGIÃO

Vinte e duas horas e quase nenhuma alma nas ruas. As mãos nos bolsos da jaqueta de couro surrada, o vento frio levantando folhas, arrastando papeis, plásticos, pequenas embalagens, ao longe ruídos de uma lata vazia rolando pelo asfalto.
O céu negro e pontilhado parece aguardar algum som, algum fiapo de pensamento para se alimentar. Dúzias de lembranças rocamboleiam  pela mente. Vez por outra, um carro passa pela avenida.
Vem aquela vontade de cantar qualquer coisa, algo de preferencia que saia de dentro das lembranças que não se fixam, que não se encontram, que não se definem qual a primeira, nem qual será a última.

Mais um cigarro à mão, os cães começam a ladrar nos quintais.

Onde está todo mundo? Não há mais tempo fora das telas ou visores dos eletrônicos?
O universo parece ter se concentrado em seus lap's, celulares, micros, tv's, e toda essa porcariada digital da qual estamos literalmente nos escravizando aos poucos?

A musica não vem...não quer vir...não se decide!!!

Entre…