-P,E.S.S-

Sabe quando você vai começar a se interessar por política?  Quando for receber o aviso de sua demissão alegando que a empresa está cortando despesas  e você perceber que passou a ser apenas isso..."despesa"!   Sabe quando você vai começar a buscar conhecer melhor aqueles que costuma eleger?   Quando perceber ao seu redor que as coisas sempre mudam drasticamente independentemente do seu humor, fé, ou pensamento positivo, e, na maioria das vezes, mudam para pior.  A menos, é lógico, que você se aliene!

Quando uma nação inteira, ou é analfabeta política, ou é ideologicamente cega, ou se deixa levar pelos hipnóticos populismos assistencialistas, acaba por se encontrar no final, no meio do esgoto após deslisar suavemente por um tobogã de maravilhas ilusórias.

Eu não gosto nem desgosto de ninguém, o mesmo com as siglas partidárias.  Não fico me estarrecendo quando uma presidente é xingada e outros vem chorando reclamando que ela é mãe, avó, uma senhora, enfim... isso é apelação de quem quer caminhar pela senda da emotividade.  Ninguém xinga, ou vaia uma pessoa, mas o que ela representa, e como esta atuando nessa representação.  Por sinal, Dilma está indo muito mal.   Nada tenho contra ela como pessoa, mas contra suas atitudes enquanto representa a chefe da nação.  É prepotente,  arrogante, enfim, bem diferente de quando se apresenta para uma entrevista ensaiada, ou durante seus pronunciamentos gravados.

Sua incompetência a precede desde antes de se tornar presidente.  Mas não vejo, ao menos por enquanto, qualquer traço comprometedor "no que se refere" à honestidade.   Dilma deve renunciar para que o país possa voltar a caminhar.  Dilma deve renunciar para que o Brasil comece a recuperar a confiança e retomar o crescimento.  Jamais alcançaremos qualquer objetivo enquanto essa senhora continuar sentada naquilo que ela própria deve considerar um trono republicano.

Imediatamente após a sua saída, o Brasil deve decidir novamente se ainda vai insistir no presidencialismo de coalizão ou no parlamentarismo.  E enquanto voltamos a crescer, agora como uma nação mais unida sem aquele vergonhoso ""nós contra eles"", vomitado tantas vezes pelo "rei da honestidade"  aproveitamos e instituímos mudanças drásticas no ensino fundamental valorizando os professores tais quais fossem nossos próprios pais,  executando as reformas doloridas mas necessárias para readequar o País no caminho mais seguro.  Quando a educação de base se fortalecer, não serão mais necessárias cotas no futuro.

Partimos então para a produção, para desonerações e incentivos à produção e escoamento com investimentos maciços em infraestrutura.  Debateremos enfim as flexibilizações da CLT que tão necessárias são para destravar a economia.

Paralelamente podemos criar mecanismos mais radicais e rápidos para punir os corruptos e desestimular a corrupção, diminuindo bastante esse grande mal que assola o povo brasileiro que inclusive, já se manifestou nesse sentido de ser o maior problema pelo qual passamos.

Podemos nos livrar dos elefantes brancos, acabando com todas as estatais e privatizando tudo, a fim de que, como entidades privadas, possam ficar livres de toda infestação de funcionários públicos bandidos que geralmente são acomodados em postos chaves e fazem como aqueles que destruíram a Petrobrás, não sem antes, convidar milhões a subirem à bordo para juntos naufragarem.

Assim, no futuro, um presidente pode até ser vaiado no congresso, mas trará consigo, os planos e medidas que devem ser tomadas e sempre muito bem especificadas no discurso.  Não apenas medidas de contenção de incêndios, mas medidas sérias.

Já disse que até posso ser a favor de retornarem a tal CPMF, desde que não seja para a arrecadação servir a esse governo que ai está.

Bem, existem milhares de outras coisas para se fazer, mas acredito que apenas essas já ajudariam muito..!

Uma industria forte, aliada a um bom comércio, e uma ótima educação, com certeza, haverá, em curto prazo, a vantagem em se acabar com os programas assistencialistas que só beneficiam realmente muito pouca gente em vista da enormidade de engorda de vagabundos que esses programas atingem.

Quem sabe ainda criem um partido (mais um rsrsr)  com bases tão firmes e sem socialismo barato no meio.  Algo como um    " P.E.S.S  "   (Partido da Educação, Saúde e Segurança)  enfim, os três pilares fundamentais que sustentam qualquer civilização e necessariamente nessa ordem.

Um partido com os ""pés"" no chão, um partido de centro, portanto, bem equilibrado.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA