É Brasil ou Pobril ?

E o velho lobo-do-mar, de posse do timão, não sabe o que fazer com ele.  Estamos mesmo caminhando para um colapso generalizado.  A maior prova desse fato, foi em pleno domingo na hora do almoço, assistir os três presidentes;  do Senado, da  Câmara dos Deputados e da Presidência da República, tentando se explicarem.   Todas as vezes em que alguma explicação se fez necessária, ela não foi feita.  Esperaram sempre o caldo engrossar para, só assim, correrem à tentar apagar os incêndios.  

Esse governo, me parece ser  o  único com poderes reais de tentar mudar as coisas e fazer as reformas necessárias na economia, na previdência, na política, mas fica pra lá e pra cá ao sabor das infindáveis vaciladas e perdendo um preciosíssimo tempo.

Deixam as pequenas bobagens se transformarem em verdadeiras tsunamis.  Houvessem tomado atitudes rápidas, não teriam que correr a apagar o fogaréu....e pior... com gasolina!!!!

A economia continua se deteriorando, a confiança se esvai a cada dia.  Protestos começam a pipocar e inclusive com algumas uniões até anteriormente impensáveis.   Triste ver o que o socialismo faz...como pode destruir completamente a mais sólida economia de um país.  Nosso irmãos venezuelanos estão a beira do desespero nutricional.   Fogem para conseguir comida.  Começam a seguir o exemplo daqueles que fogem das guerras no oriente, embarcando em frágeis canoas tentando alcançar países onde há comida.

Governos socialistas gostam tanto de pobres que insistem em transformar as populações onde governam em miseráveis.  Em dependentes de suas políticas populistas e enganosas.

Após tantos anos de vacas gordas, onde perdemos um tempo precioso frente ao mundo que enfrentava uma crise sem precedentes, cá estamos vendo que praticamente todos venceram, ou estão vencendo suas crises, enquanto que nós, orgulhosamente continuamos mergulhando cada vez mais na nossa.

A Venezuela não sofreu embargos  "dozamericanus", e mesmo flutuando sobre um oceano de petróleo, conseguiu a proeza de se colocar nessa posição.

Nós ainda temos um parque industrial forte, mas até quando?   Industrias precisam de operários, precisam de pessoas para transportar a produção, o comércio precisa de vendedores, precisam de administradores, enfim... a roda precisa voltar a girar antes  que enferruje de vez.

As reformas extremamente necessárias precisam ser feitas imediatamente porque são o lubrificante dessa imensa máquina prestes a emperrar pela ferrugem.

Que venham logo as reformas políticas, reformas na previdência, na administração como um todo, antes que tenhamos que derrubar tudo e começar de novo.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA