O QUE NÃO MATA, TAMBÉM ALEJA.

Cozinhando nesse calor aqui em casa, não sei porque, me lembrei de uma passagem que li em algum lugar sobre uma cena ocorrida durante o desembarque das tropas aliadas em alguma praia da Normandia durante a segunda guerra mundial.  Nessa passagem, não sei se foi um correspondente de guerra ou talvez algum soldado que sobreviveu por amarelar, não me lembro. Sei que nela, o comandante de um grupo de soldados entrincheirado no meio daquele inferno em que não se podia seguir, nem recuar, muito menos ficar ali, virou-se para seus jovens soldados que lhe buscavam com os olhos algum meio de se salvarem de tal situação e gritou;  "-...só existem dois tipos de homens nessa praia....aqueles que já morreram e aqueles que ainda irão morrer. "  Dito isso, ordenou que todos se levantassem e avançassem sendo que nenhum sobreviveu às rajadas, explosões e toda sorte de aço e fogo que lhes trucidaram os corpos.

Diferentemente dessa história, eu posso aplicá-la aos nossos políticos nesse Brasil que todos dizem amar.  A diferença é que, aqui, só existem dois tipos de políticos.  Aqueles que foram pegos em falcatruas e aqueles que ainda serão.  Cada caso, é lógico, terá seus desdobramentos condicionados às expectativas do que nos serve ou não. Ou seja, se realmente quiserem punir os que verdadeiramente merecem serem punidos, não sobra ninguém pra governar nossa república.

Estamos sem água,  sem energia, sem rumo e sem qualquer vergonha.  Prova disso são os pacotes de "bondades" e "maldades"  a depender da visão partidária de cada um.  O tal copo pela metade pode estar meio cheio para os otimistas, ou meio vazio para os pessimistas.  Só não dizem o que tem no copo. Seria água ou veneno?  Então, nesse caso, os papéis se inverteriam, porém, o resultado é óbvio.

Todos estamos levando nas costas as irresponsabilidades, os crimes, as falcatruas, os roubos, os desvios daqueles que se consideram nossos representantes.  Todos estamos sendo punidos por crimes e incompetências daqueles que se vangloriam somente dos votos que recebem e não dos resultados que obtém de nossa astronômica e pornográfica carga tributária.

Gastaram, perderam, roubaram, enganaram, enfim... só fizeram engrandecer as inexistências para foder as nossas existências!   Eu não voto...já deixei o motivo bem claro em vários desabafos que ponho aqui.  Não escolhi nenhum desses filhos da puta e sei que os outros filhos da puta que não venceram fariam o mesmo.  Por isso, me sinto livre leve e solto para mandar que todos vão para as putas que os pariram com toda a excelência a que tem direito.

O que vocês não tem direito, é de continuar impunemente nos oferecendo; ora um copo meio vazio, ora um copo meio cheio de veneno, e esperar tranquilamente os resultados....

...eles estão ai....
...e agora:??????




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

COELHOS NA PISCINA

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS