COXAS E TROUXAS

Coxinhas são aqueles seres que contestam as mentiras, que trabalham e não aceitam serem roubados.  Segundo o colunista Reinaldo Azevedo, são os trabalhadores do Brasil que estão cansados de serem explorados segundo critérios absurdos e desculpas idem.

Já os "trouxinhas", eu acredito, sejam aqueles que ainda seguem piamente a cartilha criminosa e defendem os crimes como se eles próprios os tivessem cometido já que, tudo foi em nome de alguma graça.

Agora: ou você é coxa, ou você é trouxa, não há uma terceira opção!  O Brasil se divide mais uma vez.  Antes, os trouxas eram aqueles que imaginavam que poderiam confiar nas mentiras do PT, eram aqueles que, ainda que de alguma forma, sonhavam que, poderia sim, existir um ser dotado de poderes que fizessem nosso país, sair do negativo para galgar um positivismo ufanista descabelado. O termo "-sem medo de ser feliz, era sempre mencionado e o tempo corria em festas de oba-obas frenéticos.  Agora que viram como foram trouxas, resolveram se levantar tirando as mãos do chão e tomar uma posição mais digna do ser humano para enfim, perceberem o quanto foram enganados.  Resolveram então demonstrar isso protestando ou questionando e...pronto!!!
Transformaram-se imediatamente nos tais coxinhas!   Ao menos, arrependidos ainda possam alcançar a salvação.  Quanto aos trouxas teimosos que ainda mantém sua fé inabalável nas utopias destrambelhadas, caducas, viciadas, daqueles que, a cada dia enriquecem mais às custas da fé "trouxeira", que se pode fazer?   Estão sendo a cada dia mais uma minoria esquisita.  Logo serão os tais 6% dos brasileiros que, ou tem interesses criminosos ou são completamente lesados.  Ou são cúmplices, ou hienas teimosas.  Enfim...temos ainda que aturá-los, pois é isso que pede uma democracia.

Tenho amigos diversos que já estão abandonando as fileiras dos enganados e enganadores sempre com as mais diversas desculpas.  Em todos os casos, é nítida a observação da frustração seguida de revolta contra aqueles a quem tanto defenderam.

Diferente de antes, não consigo mais ver o PT como um partido político, mas sim, como uma enorme e bem formada quadrilha de bandidos e saqueadores que não querem e não vão, deixar tão facilmente de continuar a contaminar as instituições democráticas para tentar impor suas doutrinas estupidas, porém, sempre defendidas com algum verniz social.  Além de agora mais do que nunca se colocarem ainda mais nos papéis de vítimas de um golpe cruel.

Nunca fui antipetista, mas tenho que concordar que o antipetismo esta crescendo dia a dia.  O que confundem e tentam dizer que é ódio.  Mas ódio não é assim.  Ódio é o que essa raça plantou, irrigou, e cultivou até a colheira que agora estão começando a fazer.

....tão reclamando de que?????

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA