GAME OF BANANAS ... NOVA TEMPORADA

Tudo ótimo, lindo e maravilhoso, não?  ... não, não está.  Muitos estão comemorando o impedimento da ex-presidente Dilma e o fim do ciclo sofrido, protagonizado pelo partido dela, mas não há o que se comemorar.  Primeiro, porque um impedimento nunca foi um sinal de que tudo está bem,  pode até ser um sinal de mudanças, o que é positivo sim,  mas nada a que se mereçam grandes festejos, afinal de contas, a luta só continua (como dizem os vermelhinhos enfezados).

Ontem o Senado Federal condenou Dilma por crimes de responsabilidade e ela perdeu o mandato, porém, numa manobra asquerosa que muita gente deixou de notar, ou fez que deixou, o Presidente do Julgamento resolveu alterar a letra da Constituição e separou em duas partes a votação.  A primeira parte foi sobre o crime em si, a segunda, se Dilma pode ou não ficar inelegível "como prega a Lei Constitucional.

O resultado foi que, na segunda votação o desmembramento da lei deixou a possibilidade de Dilma voltar a exercer cargo público.  O que é totalmente contra a lei.  Nela, (a lei) está estabelecido com todas as letras e de forma clara que,  """...o presidente que sofre impeatchment, também fica inelegível por 8 anos.  Um item está ligado ao outro, e ponto final.

Mas o tal "arranjo" foi feito, e Dilma escapou da segunda penalidade.

Isso abre um precedente perigoso, pois quaisquer artigos e leis estabelecidas podem ser manipuladas o que abre sérias consequências posteriores.

Mas nesse nosso caso é pior.

Existe um processo em andamento no Tribunal Superior Eleitoral, em que há a possibilidade concreta de que seja cassada a chapa Dilma/ Temer.   No caso do impeatchement concretizado na forma como estabelece a Constituição, o processo se extingue e Temer segue sendo o Presidente de fato, e tudo fica normalizado.

Mas como houve essa "mudança" de última hora, e o impedimento não ocorreu "nos conformes", o processo continua,   sendo que  , há a possibilidade de haver a cassação da chapa.  Nesse caso, Temer também iria pras cucuias.

Não morro de amores por ele (Temer) até porque quem já me conhece, sabe que não tenho partido algum.  Mas estou vendo novamente aquela bagunça e aquela guerra ainda em curso na busca pelo "Trono de Bananas"  tal qual o seriado Game of Thrones na luta pelo Trono de Ferro.

Infelizmente a guerra ainda não acabou.  Assim como a série, termina só mais uma temporada e começa outra.  E isso é péssimo para o Brasil.

Continuamos na mesma.  Ninguém vai se arriscar a investir num país que ainda se encontra sem definição política.  Temer é presidente, mas não há garantias que seja até 2018.  

Espero que o Supremo Tribunal Federal, seja acionado também nesse particular, e possa extinguir essa última votação criada artificialmente apenas para impedir o fim dessa novela.

A meu ver, seria como julgar um criminoso pelo crime e, logo em seguida à condenação do réu, pedir
ao juri  uma nova votação para saber se ele deve ou não cumprir a pena.

Sendo que essa pena, já está prevista na lei em caso de condenação...

...não faz sentido!!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA