SINCERIDADE?????? ENTÃO TÁ!

Impressionante o quanto o "politicamente correto" influencia uma sociedade. Ninguém admite, ninguém quer ser honesto, sincero, sem correr o risco de passar por cruel, estúpido ou quem sabe até um criminoso, já que hoje em dia para se cometer um crime, basta apenas se expressar de forma não tão convencional ou de modo que possa causar interpretações equivocadas.


Ontem assisti à uma reportagem aqui na região sobre o descaso dos motoristas e seu desrespeito às leis de trânsito. De todos que foram parados, TODOS...sem exceção concordavam com a "obediência" às regras... QUE MARAVILHA!!!! Não fosse por um detalhe, bastando saírem do campo de visão da câmara e lá estavam eles à vida normal. O limite era de 80 e bastava alcançarem segurança visual e todos mandavam ver.


Na frente das câmaras todos são anjos, todos são corretos cidadãos respeitadores e cumpridores das leis, fora delas, bem...a coisa muda.


Uma vez me entrevistaram, eu disse o que achava "sinceramente" e "não sei porque" não fui incluído na edição da reportagem.


Hoje pela manha a caminho do trabalho resolvi ser um cidadão respeitador dessa lei. Me mantive nos 80 durante todo o percurso daquela estrada. Bem, acredito que minha mãe deve ter ficado com os ouvidos rôxos de tantos elogios à ela dirigidos. De outra vez que fiz o mesmo na rodovia Fernão Dias, pouco antes da cidade de Mairiporã, uma carreta jogou suas luzes atrás de mim avisando que não queria nem saber. Segurei o volante firmemente e mantive meus 80 máximos permitidos naquele trecho. O desgraçado chegou fungando no meu cangote e jogou repentinamente para a faixa da esquerda onde vinha um outro carro tranquilamente. Só vi o branco da borracha queimada no asfalto e a carreta passando por mim buzinando com melodiosa harmonia. O coitado que vinha pela esquerda, foi obrigado à travar os freios para não ser prensado no muro divisório.


Ok, tudo bem, não foi culpa minha, mas o simples fato de DESOBEDECER a lei, não teria provocado aquela circunstância perigosa.


Todos devem ser assim? Não, é evidente que não, afinal ELLES estão preocupados com nossa segurança e também, com a receita gerada pelas multas.


Existe uma regra, não uma lei, em que quanto maior a velocidade, maior a atenção. Os maiores sustos que tomei, foram justamente em momentos de desatenção, mas se estou com o ´pé-no-fundo, me desligo do mundo e passo à PILOTAR ao invés de dirigir. Essa é a questão.


Prática também ajuda, portanto, pratique, e não esqueça que a cada carro que se compra, se não for do mesmo modelo, é preciso se praticar, praticar, e praticar, para se entender que cada modelo é diferente um do outro em todos os sentidos.


E vamos parar com essa merda de ser o certinho em tudo, que ninguém é! Se o engenheiro de tráfego que elaborou a velocidade daquele trecho é um imbecil, você não pode e não deve ser penalizado por não concordar.


...e que se fodam às disposições em contrário!!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA