VERÁS QUE UM FILHO TEU ESQUECE A LUTA

Impressionante a batalha, muitas vezes suja, que se desenrola na rede nesses últimos tempos. Não há um só dia, uma só hora, em que não se proliferem fatos, boatos, insinuações, ou acusações para todos os lados.

Nunca fui a favor de CPI's, jamais achei que trariam algum benefício ao Estado, pelo contrário, só despesas absurdas sem se chegar aos fatos propriamente ditos, e se chegarem, nada acontece. Mas uma nova CPI foi criada, exatamente por aqueles que estão envolvidos direta ou indiretamente. Uma palhaçada como "nunca antes na história desse país".

Só que agora é diferente. Acabaram por me demonstrar que eu tinha razão quando postei aqui num texto anterior, que se Cristo estivesse hoje na terra e tentasse argumentar com a multidão para que aquele que não tivesse pecado que arremessasse a primeira pedra, com certeza a pobre adúltera estaria já sepultada sobre um escombro de rochas.
A hipocrisia impera, governa, se opõe ao governo, transforma o dito pelo não dito, o crime em farsa, o fato em distorção, para enfim, transformá-lo em mera sujeira rolada para baixo do tapete. Aquele que não tem nenhum receio, que assine essa CPI!!! Todos apressadamente assinaram.

Agora buscam tomar posições, o governo quer que e tal CPI investigue apenas um lado, a oposição briga para que se investigue o outro lado. O governo oficial teme respingos, o governo paralelo não se importa, até porque quer ver o sangue jorrando do adversário, quer plantar uma cortina de fumaça para se proteger de outro problema.

Dentro de todos esses "esquemas" sendo apressadamente montados, repousa uma figura de importância máxima, um tal de Carlinhos Cachoeira, que aguarda em sua cela que os cavaleiros do apocalipse se entranhem numa batalha homérica por sua conduta.
Interessante o advogado que lhe defende, mais interessante ainda é o valor cobrado pela defesa.

A imprensa começa a levar seus tiros também, aliás, é uma das protagonistas principais. Temos vários exércitos se preparando para o confronto. O Governo oficial, o governo paralelo, a oposição, a imprensa, uma empresa de grande porte, enfim, um complexo campo de batalha que será total ou parcialmente desnudado no espaço da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI).

Aparentemente os dois lados, oposição e situação, estão cautelosos, não querem se expôr em demasia, deixam isso para a "militância" que se descabela pela internet, infelizmente o país como um todo, sempre acaba perdendo com isso. Gasta-se muito, apurasse pouco, e ninguém é realmente punido alimentando ainda mais a cadeia de corrupção que afinal, todos são declaradamente contra.

Não existem mais argumentações, não existem mais defesas coerentes, só existem xingamentos, ofensas, oba-obas, vitimizações, calúnias e por certo as desqualificações tão abundantes de ambos os lados. Deixaram até de insistir na criação da outra CPI, aquela das privatarias. Mas o que fazer se um dos principais articuladores dessa CPI está não só envolvido, como também é investigador da atual?

O Deputado Protógenes Queiróz, eleito graças aos votos recebidos por um palhaço (no melhor sentido), deve estar se sentindo como uma bolinha de ping-pong!

E nesse clima alegre e retumbante, vamos caminhando para continuar alimentando uma Nação onde quem fez não fez, se fez tudo bem e daí? e pedras são arremessadas em todos os sentidos e direções, sem esquecer as dimensões. Só que já bem imagino quem serão os "adúlteros" que irão repousar sobre os entulhos e escombros no final.

O bravo povo brasileiro.

...bravo????

...será????

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA