NÃO A PRISÃO, SIM À CLAUSURA COMPULSÓRIA

Eu ainda me lembro do sentimento de repugnância que me causava quando, ao assistir algum filme de ação ou um romance qualquer onde, no final, o vilão, se encontrando em situação claramente evidenciada num desfecho desfavorável, apela às mais brutais covardias para tentar se safar o mais ileso possível!

Eu até posso entender o desespero como causa, mas simplesmente não posso perdoar. Durante todo o enredo o distinto bandido se refestela, se engrandece diante das vítimas, se sobrepõe através de sua arrogância, humilhando aqueles que só podem se agarrar à confiança quase religiosa na justiça, senão, ao menos  na justiça Divina  !

Hoje, verifico boquiaberto a tal "constatação" do Ministro da Justiça José Eduardo Cardoso, sobre a precariedade do nosso sistema penal no que se refere à "salubridade" e "precariedade" dos presídios brasileiros. Só notou isso agora Ministro?  Teu partido está no poder há tantos anos, sua pasta recebe recursos mais e mais a cada ano, o senhor só aplica parte desses recursos e ainda reclama das condições carcerárias execráveis comparadas à masmorras medievais? segundo outro Ministro amigo teu?

Só agora com a possibilidade cada vez mais concreta de teus amigos terem que encarar o que muitos sofrem na pele há anos sem que ninguém lhes olhasse?  Sem que se incomodassem, a menos quando se revoltavam e sofriam represálias por isso?  Eu vi senhor ministro....eu vi lágrimas nos olhos de um desses egressos do sistema prisional com voz embargada quando narrou tudo o que passou nos anos em que ficou nesses "calabouços".

Sua constatação mais do que tardia, aliada à desesperada defesa daquele que deveria julgar no STF e não advogar, me trazem de volta aquele nojo pelo qual nutria aos personagens fictícios, porém, agora reais.
Tenho que fazer um enorme esforço para querer justiça ao invés de vingança. Mas que aqueles teus companheiros paguem por seus crimes ao qual foram; segundo eles próprios, injustiçados, assim como tantos milhares pagam também por seus crimes que também se consideram injustiçados!

Nossa sociedade se alivia ao presenciar os "lords" serem "enclausurados compulsoriamente"...

...apenas uma maneira mais chique e adequada ao nível deles do que simplesmente "presos"!






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA