AS CAJAZEIRAS

Há tempos venho seguindo alguns blogs na internet. Ora um, ora outro. Fico conhecendo, ao menos virtualmente, algumas pessoas interessantíssimas . Muitas delas, inclusive, com capacidades de me enervar ou de me encantar profundamente. Mas acabo por entender que fazem parte de uma democracia os debates e consequentemente os tais linchamentos verbais de que são vítimas daqueles que perderam a razão argumentativa. Afinal, quando não há  mais o que dizer, é só partir para a agressão ou desqualificação e está resolvido. Ao menos naquelas cabeças "não pensantes"  daqueles que rezam por apenas uma única cartilha.

É fácil identificar as tendências politicas dos blogueiros. Basta acompanhar seus textos, suas permissões nas áreas de comentários e pronto. O perfil estará traçado nas mais minuciosas linhas.  Em caso de dúvidas, é só discordar e verá a "não publicação" do comentário enviado.  O chato....o desagradável, é quando um blog tendencioso é patrocinado com dinheiro público vindo de Estatais na forma de patrocínios. Aí então, é praticamente um roubo mascarado. Se o espaço recebe patrocínio público, deve por obrigação publicar comentários divergentes, afinal, é o povo se manifestando em sua área e não apenas as "irmãs cajazeiras" que infestam a sacristia do blogueiro.

Existem infindáveis quantidades de blogs no Brasil e no exterior. Impossível acompanhar nem a mínima margem, mas totalmente possível se achegar e acompanhar alguns mais sensatos e aspectos bem interessantes.  São muitos os quesitos a se verificar. Quanto à independência, deixemos um pouco de lado para nos atermos mais a forma e o conteúdo dos textos.  Muitos blogueiros acabam às vezes se traindo em suas próprias convicções e são constantemente chocados com as decisões de seus próprios pares. É o caso do meu amigo jornalista Ricardo Kotscho em seu "Baláio" que muito já frequentei.  Não são raras as vezes em que ele se pega surpreendido com atitudes estúpidas do governo ao qual apoia.  Nesse ponto, costuma demonstrar ou um certo desânimo, ou incredulidade.  Mas rapidamente é "acordado" pelos seus leitores "cajazeiros" e praticamente levado a rever novamente suas posições, sem que, no entanto, possa voltar atrás, já que a opinião foi formada. Mas a grande maioria, a imensa quantidade de comentaristas do espaço criado por ele há mais de 4 anos, já debandou.  Cansaram, assim como eu, de serem acossados por elementos sem nenhum respeito ou com argumentações concretas. Bastou discordar e pronto. O balaio criou um "paredon".

Outro blogueiro muito interessante de ler, até pela astúcia, é Reinaldo Azevedo.  Extremamente (e põe extremamente nisso), odiado pelos "cajazeiros" de plantão que jamais conseguem se criar no espaço dele. Ele também não publica comentários discordantes. Um direito que lhe assiste, já que seu blog não conta com patrocínio de dinheiro público. A maior parte dos meus lá, não são publicados. Razão pela qual não é nada agradável ler os comentaristas que se apresentam. Parecem piranhas aguardando alguém adentrar ao "leito" da área.

Mas um em especial, tem me causado bastantes emoções. Tanto pelo conteúdo, quanto pela forma, o Blog do Pannunzio tem despertado cada vez mais a atenção das pessoas.  Praticamente todos tem acesso a área de comentários e os que surgem por lá, dá gosto de ler.  Mesmo até aqueles que discordam ou discutem. Há algumas ofensas implícitas, é certo.  Porém, nada que se compare aos "cajazeiros" de outras paragens.

Pannunzio é jornalista, apresentador de telejornal na Band, mas totalmente desvinculado de "ajudas" que ele possa  considerar  interessadas.  Recentemente voltou à publicar o blog depois que saiu uma sentença favorável a ele movida pelo ex-secretário de segurança pública do Estado de São Paulo. Para minha alegria e, com certeza, de milhares de outros leitores, o blog dele voltou. E voltou com tudo mesmo. Com a mesma liberdade de opinião, com a mesma diversidade e sem apelar ao mono-assunto.

Nesses dias o confronto foi lançado em sua área de comentários. Alimentados pelos excelentes textos publicados sobre o assunto das passeatas e protestos recentes feitos no próprio ambiente, onde inclusive foi ameaçado de agressão física.  Pannunzio deflagrou uma série emocionante de debates entre aqueles que participaram e os que apenas assistiram pela mídia.  Eis um blog em que vale muito à pena ler e participar sem receio de ser atingido por uma pedrada "cajazeira" ...





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA