QUE GENOÍNO NÃO ME DESCULPE

Conversando com um amigo certa vez, eu disse que meu maior receio é ser injusto ou cometer alguma injustiça com alguém!  Ele me disse então que eu não deveria ter esse medo. Que deveria sim, ser eu mesmo e agir segundo o que acreditava.  Não acompanhei as minúcias do tal julgamento do mensalão. Não tenho conhecimentos sobre os complexos jurídicos que embasam os procedimentos acusatórios. Mas sei que existe culpa sim.  Dizem que não há provas...bem...de que tipo de provas falam?  Segundo se sabe, todas as provas estão reunidas e todas foram esclarecidas e expostas em diversas formas. Tanto em testemunhos quanto documentais. Não existe, obviamente, nenhuma assinatura de confissão.

Não me alio a político nenhum, não gosto deles e já deixei isso sempre bem claro. Sejam de que partido forem, para mim, nenhum presta. Deixo apenas uma exceção para aqueles que; vendo o funcionamento do sistema, se retiram honradamente da vida pública. Não admitem a hipótese do famoso "se juntar a eles"...!

Já os de carreira...os profissionais viciados, nem tenho o que mais falar. São no mínimo cúmplices e pronto.

Tenho respeito por alguns, apenas isso. Como no caso de José Genoíno!  Sei da dor da família, dos amigos,  até dele mesmo, mas não aceito que não tenha culpa não.  Dizer que foi condenado injustamente só por causa de algumas assinaturas em "bobagens"?  já que era sua função?  Isso não cola. Colaria se fosse um estúpido que não lê o que assina, o que, acredito, não seja o caso dele.

Mas me comovo com o caso. Assim como me comovo com tantos milhares de presidiários que só agora estão sendo lembrados por esse Brasil.  Muitos então devem estar cumprindo suas penas injustamente.
Um bom exemplo disso poderia ter acontecido comigo.

...muitos anos atrás, tive que deixar um veículo com um agiota como garantia de pagamento de um empréstimo. Tudo bem corriqueiro, não fosse o fato de tudo isso ter acontecido em Corumbá, fronteira com a Bolívia.  Com ajuda de familiares, fomos lá e retiramos o veículo para voltar a Campo Grande.
No caminho, após a travessia de uma balsa em pleno pantanal, uns policiais vieram pra cima da gente com aquela certeza de que iriam encontrar alguma coisa no veículo. Gelei!!!!!

Me lembrei do que poderia acontecer. O carro estando de posse de um agiota em divisa de fronteira poderia muito bem ter sido "batizado" e eu, junto com familiares sermos então as "mulas"...e a merda tava feita.

Quantos não estão em presídios atualmente em virtude de circunstâncias semelhantes?

Depois de uma revista minuciosa, nada foi encontrado...nem depois quando eu mesmo fiz outra busca para ter certeza.

No caso de Genoíno, essa comoção toda que estão armando é só para iludir... não há como ele não saber, não participar, não desviar...enfim...não ser do grupo. É como Lula dizer que não sabia do caso do mensalão....é piada....!

Seria o mesmo que eu continuar fazendo essas viagens de forma constante à Corumbá e, caso fosse pego um dia com "farinha" escondida no carro, chorasse alegando inocência.....

Tem muita mentira dentro desse dramalhão que estão fazendo. A começar pelas já demonstradas de que Genoíno NÃO SOFRE ATENTADO CONTRA SUA VIDA como apregoaram seus amigos alegando culpa do STF...!

Se alguém tem culpa nessa trama toda, com certeza, já está nesse momento cumprindo pena.

...mas meus sentimentos à família e amigos!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA