VOLITANDO

Existem momentos em que precisamos nos interiorizar. Existem ocasiões em que precisamos expandir ao infinito seguindo o brilho de algo que não tem razão de ser simplesmente por não ser, mas estar.  Sucumbimos então à essa necessidade que nos transporta para outros mundos. Para além do conhecido ou do imaginável.  Viajamos pelas estrelas, pelas galáxias, pelo tempo, por entre as esferas gigantescas. Apreciamos cada visão maravilhosa que se apresenta diante de nossos olhos e que nos causam aquela sensação na garganta difícil de descrever. Não é tristeza, não é lamúria;  é somente algo que nos transporta e nos envolve nos jogando ao sabor de velocidades indescritíveis.  Estamos, e ao mesmo tempo não mais estamos em nós mesmos. Não somos mais nós mesmos. Somos partes de um todo e de um todo que sente cada momento.
Lembranças eternas desfilam diante de nós.  As palavras desaparecem, os sentidos não podem ser explicados, o corpo todo se transforma em energia que vibra a uma intensidade jamais alcançada por qualquer substância artificial.
Nesses momentos queremos ficar sozinhos.
Mas sempre algo nos chama a atenção. Algo que no infinito nos atrai para que possamos dividir com outros aquilo que nesse pequeno instante eterno nos torna apenas um. Tudo mais perde sentido e significado. Tudo o que sempre foi importante, simplesmente desaparece e nos encontramos em comunhão com esse todo que nos envolve em sentimentos maravilhosos.
Então, do mundo gigantesco das eternas maravilhas encontramos um pequeno espaço quase perdido no tempo. Um fiapo de acontecimento que se envolve em dezenas de auras angelicais onde o silêncio se interpõe como a mais completa e densa explicação do verdadeiro sentido de se viver.
Acho que um desses momentos mágicos...apenas um entre tantos pode ser muito bem observado....sentido em sua plenitude durante essa apresentação em algum lugar perdido dentro desse planetinha azul.
É quando podemos retornar do infinito e ocupar um pequeno espaço para apreciar e sentir também.

Encontrei aqui um desses momentos que dispensam maiores apresentações...momentos assim, falam por si só...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

COELHOS NA PISCINA

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS