O ESPÍRITO DA COISA É ESPÍRITO DE PORCO

Uma nota lamentável do Itamaraty tem causado polêmica nesses dias. A estupidez do governo em emitir uma nota condenando Israel pelo avanço por terra em Gaza matando civis.  A nota é estúpida porque é inteiramente parcial não dando margem sequer para entender as razões desse ataque.
É óbvio que ninguém quer assassinar mulheres e crianças.    Isso com exceção do Hamas que deliberadamente as expõe ao fogo enquanto se escondem por baixo de seus cadáveres. Se existe uma nota a ser emitida pelo Brasil condenando, deve ser contra o Hamas e sua política absurda de usar escudos humanos como método de combate.
Parabenizo o governo de Israel por emitir uma resposta a altura, e digo que só não me envergonho do meu país por não alimentar qualquer orgulho de ser brasileiro. Meu único orgulho é ser um ser humano e nada mais.  E como ser humano é que digito o que sinto a respeito do que vejo, toco, e fico sabendo.

Sei por exemplo, que esse bando de desumanos terroristas enviam milhares de foguetes contra as ocupações israelenses. Não se importam onde e em quem acertem. Se são civis, mulheres e crianças.  Querem que seus artefatos façam o maior número de vítimas.  Ao mesmo tempo impõe às suas populações que não abandonem suas casas ou escolas, hospitais etc; a fim de darem cobertura humana à qualquer possível resposta defensiva dos Judeus.

Mas Israel tem sim, o direito de se defender das agressões. E sempre o fez de forma que causasse o menor número de baixas em inocentes. Mas como atingir alvos que estão devidamente protegidos por carne humana inocente?  Não há como.  Por isso é necessária a intervenção terrestre. Se fosse somente à distância os erros seriam bem maiores. Prova disso é o crescente número de perdas dos soldados israelenses no conflito atual.

Se a nota emitida pelo Brasil deixa claro que Israel pode se defender sem violência, sendo assim pulverizada aos poucos e sua população vítima indiscriminada de artefatos terroristas, então é uma nota até criminosa e favorável ao antissemitismo!

Isso pelo fato de os terroristas não quererem negocial. Não quererem um sessar fogo e não quererem a paz a menos que Israel se arraste e mergulhe de volta ao mar.
A questão palestina nem deveria entrar agora nessa pauta.  Existem outros meios de se chegarem à uma resolução.  Mas essa certamente não pode passar pela inatividade defensiva de Tel-a-Viv.

Esse é o maior dos problemas do mundo hoje em dia.  Essa porcaria chamada religião que divide mais do que une as populações do mundo. Esse conflito deve ser tratado sempre além das aspirações cristãs, muçulmanas ou judaicas.  Deve ser tratado com respeito à vida humana.

E se meu país quer se intrometer de forma vil, e ideologicamente antiamericana ou antissemita, não é com qualquer tipo de aprovação desse cidadão aqui. Muito pelo contrário. Mas é só saber quem está governando atualmente para se entender o "espirito da coisa"!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA