ORDEM E PROGRESSO OU : AQUI SE TEM JEITINHO

Estava eu aqui pensando no têrmo "progressísmo", olha só quanta pomposidade! Uma palavra que um sujeito realmente deve ter orgulho em se adjetivar "-eu sou progressísta-"!  Mas qual sería exatamente o sentído oculto, ou até expresso nesse tal de progressísmo tão alardeado ultimamente?
Durante séculos, se gastou mais (muito mais mesmo) em "reparação" do que em "prevenção", um exemplo mais recente ainda está fresco em forma de cadáveres boiando ou soterrados no Rio, e também em São Paulo.
Então os "progressístas" discutem, ou melhor, "impõe", um megaempreendimento chamado "Trem-Bala" para ligar essas duas cidades.
São altamente a favor da descriminação do abôrto, e apresentam números falsos em seus argumentos pró, fácilmente desmentidos pelos números verdadeiros se forem mais esmiuçados!
Querem porque querem, diminuir o tipo de punição, ou retirá-la por completo, como o pequeno traficante, ou os bingos, com efeitos perfeitamente previsíveis para a sociedade. Assim fica mais fácil encontrar os grandes criminosos, pensam.
Mas isso com certeza gera críticas! Mas nada que um bom "progressísta" não encontre uma forma de se livrar disso. Basta estabelecer meios de "controlar" essas críticas. Trabalha-se à exaustão, e com insistência de formigas atarefadas, e  em algum tempo forçosamente irão conseguir!
"Progressísmo" talvez tenha se tornado sinônimo de conchavo com bandidos, sempre melhor do que confrontos não é mesmo?  De aliãnças com ditadores, de cegueiras para falcatruas cometidas em seus meios, de incoerências administratívas, olhem os exemplos que explodem...Mas espere!!!!!  O povo está a favor!!!!  É isso que o povo gosta...É isso que o povo quer!!!!
E quem não é muito a favor desse negócio é o que então?  Retrógrado? 
Não exíste um meio-têrmo, ou é, ou simplesmente não é!  Parece só existirem dois lados, e temos que encontrar o nosso, e se encaixar alí, e pronto!
Para então justificar o lema de nossa bandeira, basta apenas "antonimar" a primeira palavra da inscrição, e assim, a segunda poderá finalmente funcionar.

Quando os fins justificam os meios podemos ler algo como "Desordem e Progresso", quando seguimos o outro jeito, vemos "Ordem e Regresso", por que não colocar lá então algo como "Aqui se tem jeitinho"?

Afinal de contas, com "jeitinho" conseguimos avançar, ou progredir. Com "jeitinho" convencemos que o crime, não é crime, digam lá os excelentes e caros advogados. Com "jeitinho" escapamos até de multas de trânsito. Com "jeitinho" não pagamos prostitutas, sonegamos impostos, inviabilizamos obras, calamos qualquer oposição, e escondemos nossos podres!!!!

Desde cedo voce aprende que com "jeitinho" dá pra se comer a garota mais gostosa da escola, ou a secretária mais gostosa da empresa, ou escapar de uma bela surra dos pais!!!
"Com jeitinho" muitos seguem carreiras políticas de sucesso, e muito bem remuneradas, ´lícita, ou ilicitamente.
Com "jeitinho" nos arrancam impostos que outros países teríam "vergonha" e faltaría "coragem" para fazer o mesmo, e nos devolvem isso que voces já estão acostumados a ver.
Com "jeitinho" criminosos confessos estão livres, e seus algózes sofrendo processos. Com "jeitinho" nos obrigam a comparecermos às urnas, ou a prestar o servíço militar, mesmo num país que se diz democrático.

Agora, o "jeitinho" quer ser também "progressísta"!!!!  Estamos é fudidos!!!!!

Isso me lembra de um sargento certa vez me explicando que "o soldado jamais recua, ele dá meia volta, e avança"!!!!!!
O que, vejam bem, é completamente diferente de recuar mantendo os olhos no inimigo. Esse "progressísmo jeitoso" pelo que eu estou vendo, nada mais é do que "avançar para trás, dando às costas ao fogo inimigo"!!!

Progressísmo para mim é! O empresário cuidar da sua empresa, o funcionário trabalhar devidamente remunerado, e ambos gerarem impostos "justos" para o sistema de governo apenas administrar e aplicá-los somente onde devem ser aplicados.  Um governo não pode "empresariar".
Se a constituição não atende os quesítos sociais, então mudem-na!!!! A começar com a CLT.
Mas governar atropelando leis estabelecidas, não me parece um conceito muito "progressísta" não!

...no mínimo podemos dizer que é o famoso "jeitinho" sendo aplicado!!!

Comentários

  1. Olá meu caro Robson.
    Tudo bem?
    Estou lhe mandando a carta de um leitor ao jornal Estadão onde ele comenta a reportagem sobre a diferença entre pacientes do SUS e os de planos de saúde. São dois mundo Robson. Isso num Hospital público. Imagine você!

    Eis o texto do leitor:
    Sou paciente(do SUS) do Incor há mais de cinco anos. Infelizmente o atendimento piorou tremendamente nos últimos tempos. Por exemplo: Na minha última consulta no ambulatório no dia 16 de dezembro de 2010, a médica solicitou três exames, sendo que o primeiro (cintilografia de perfusão miocárdica com eletrocardiograma de esforço com cortes tomográficos), e o segundo (ultra-som geral) foram agendados p/ o dia 16 DE DEZEMBRO DE 2012.
    Isso porque o meu estado é grave, estou tendo uma síncope. O terceiro exame (holter) não foi agendado, sendo que a próxima consulta foi marcada para 17 de janeiro de 2012. Tenho toda a documentação do que informei. Realmente, o pronto socorro do INCOR mais parece um Hospital de campanha.
    No entanto, para pacientes de planos de saúde tudo é na hora, não há filas
    Luiz Carlos silva. Comentário do leitor no jornal O Estado de São Paulo.
    Comentado em: Sem fila para plano de saúde, cirurgia no Incor demora até um ano para SUS
    13 de Janeiro de 2011 | 15h49

    ResponderExcluir
  2. Pois é meu caro Robson. Pois é.
    Eu também preciso fazer uma tomografia computadorizada (abdominal pélvica) e, no SUS sequer consigo marcar, mas se conseguir é coisa para mais de ano. Neste caso, claro, vou dar meus pulos e desembolsar cerca de 1200 reais.
    Na boa, Se quiser. Se não quiser, morra.

    ResponderExcluir
  3. ''Um governo não pode "empresariar".
    Se a constituição não atende os quesítos sociais, então mudem-na!!!! A começar com a CLT.''

    Não meu caro Robson.
    A Constituição não prega o estatissmo não. Ao contrário. Veja só:
    CF de 88.
    TÍTULO I.
    Dos Princípios Fundamentais.

    Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

    I - a soberania;

    II - a cidadania;

    III - a dignidade da pessoa humana;

    IV - OS VALORES SOCIAIS DO TRABALHO E DA LIVRE INICIATIVA;

    V - O PLURALISMO POLÍTICO.

    Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.

    É fácil entender que a CF não estimula o Estatissmo, mas à livre iniciativa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

COELHOS NA PISCINA

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS