TIJOLO ECOLÓGICO: COMO CONSTRUIR. PARTE 2

Na última postagem, as "igrejinhas" onde pode-se auxiliar o nivelamento das paredes estavam prontas, então, agora basta seguir os procedimentos de assentamento. Nivelamento, alinhamento, e prumo. No caso de paredes que receberão embôço (rebôco) como descrito no post anterior do mesmo tema, não requer tantos cuidados.

Importantíssimo lembrar que a cada meio metro de altura é necessário parar o assentamento e encher todos os pontos onde serão as colunas. Esse procedimento evita que sendo muito alto, possam se formar bolsas de ar prejudicando a estrutura, e acreditem, tenho visto muito disso acontecer somente por esse descaso.

No primeiro meio metro de altura, colocamos os grampos já mencionados que irão unir melhor as paredes, concretamos todos os buracos tomando o cuidado de não encher aqueles que não serão colunas.

Feito isso, passamos para mais meio metro quando então serão colocadas as canaletas (tijolos calha) para travar as colunas verticais.
 Normalmente essas calhas coincidem com a base das janelas. Assentamos as canaletas e colocamos dois ferros paralelos aos furos.
Novamente aplicamos os grampos e enchemos toda a extensão com concreto tomando o devido cuidado de impedir que os furos onde não serão as colunas possam ficar obstruídos pela massa.
Para isso, uma solução bem simples e barata, é utilizar desses copos de água descartáveis emborcados.
O formato cônico ajuda e depois do cimento ficar mais resistente, são facilmente amassados e retirados.

Um erro também muitíssimo comum, é justamente deixar de proceder dessa forma e concretar todas as canaletas. Dessa forma, a parede não irá contar com aquelas colunas vazias para fazer com que a umidade possa evaporar subindo à atmosfera, nem também poderá ser utilizada futuramente como mais uma opção de nova instalação elétrica.

Vamos subindo e concretando novamente de meio em meio metro até atingir a área do respaldo.

Não esquecer que na segunda linha de canaletas podemos aproveitá-la para as vergas e contra-vergas das portas e janelas.

Terminada essa etapa, já podemos retirar aquela fiada de tijolos que ficou embaixo das portas e vãos de passagens.

Num próximo post, irei descrever como colocar as vigas de lajes com ou sem faixas externas à mostra.
O procedimento para travar portas e janelas. A instalação elétrica e hidráulica, e o concerto de qualquer tijolo que tenha sido danificado durante a obra, no caso de ser construção aparente.

Robson de Oliveira      nosbornar@ig.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA