MEU PAI, MEU PAÍS.

Tem horas que não dá, a gente fraqueja mesmo. Uma simples busca na internet sobre um medicamento para constatar o custo do mesmo em relação a outros países. Países que apesar da enorme crise que enfrentam, ainda conseguem manter alguma positividade entre os seus cidadãos. Um simples medicamento contra vômito pós-operatório aqui, encontrei por quase 400,00, enquanto que em Portugal, o mesmo medicamento em torno de 40,00, dez vezes menor.  Mas tem que esperar chegar, os sintomas não esperam.

Estamos acostumados a esperar. Esperamos em filas o tempo inteiro. Não somente existe o exercício da paciência, mas o da resignação pelos maus tratos, pela indiferença, pelo pouco caso que fazem daqueles que mais precisam sendo que só são lembrados quando se querem tirar deles os votos.

Hoje, ainda leio sobre o tal "câncer" da corrupção e seu custo em "bilhões" com suas metástases cada vez mais se espalhando em velocidades catastróficas por todos os órgãos do país.

Meu pai está com câncer. Meu país está com câncer. Os muitos medicamentos que aplicamos no corpo físico dele, parecem não surtir efeito algum. Os poucos medicamentos sociais aplicados em nosso país, nada mais tem feito do que medicar sempre de forma paliativa os efeitos nocivos desse mal.

As células sadias do povo, vão aos poucos entrando em colapso em virtude da catatonia hipnótica já avançada.

O tumor já atinge órgãos vitais como as instituições reservadas a combater o mal. Não me dirijo a um partido, mas a todo um sistema viciado, faminto, organicamente alimentado para destruir ao invés de construir.

Alguns podem achar que não adianta reclamar sem apresentar alternativas, sem levar sugestões que possam mudar alguma coisa...sei!!!  Não precisamos disso, precisamos apenas fazer com que certos organismos funcionem corretamente e não que sejam negligenciados, comprados, ocupados, incorporados a outros interesses que não o do corpo integral.

Para se ter uma pequena ideia da doença, basta que se confirmem os sintomas, através dessa verdade, digitei no google sobre o "custo Brasil" e me aparece na Wikipédia uma descrição quase perfeita de tudo o que já sabemos, sem no entanto atentarmos com seriedade para o fato.

Basta ver os sintomas descritos aqui...http://pt.wikipedia.org/wiki/Custo_Brasil

Afinal, apesar da aparente melhora, meu pai está morrendo. "Nunca antes na história do corpo dele um mal se alastrou tão catastroficamente e tão silenciosamente".

Meu país também padece. Busca culpar a imprensa por tudo de ruim que ela mostra. Mas a imprensa tem agido como uma cefaléia, uma dor de cabeça que incomoda sim, mas sempre devemos observar que não basta remediar esse incômodo que quase sempre nos alerta para algo de errado no organismo. Isso é um paliativo para mascarar o verdadeiro mal que cresce e se espalha silenciosamente por tudo.

Meu país, apesar de ainda não aparentar, está doente. Muito doente. E não irei abandoná-lo como com certeza muitos o farão quando chegar a hora fatídica. Não irei agir como excremento que abandona o corpo.

Ao contrário, irei de alguma forma expressar alguma dor para incomodar sim, aqueles que acham, que acreditam que está tudo bem, tudo uma maravilha e que as coisas são assim mesmo. Serei como uma febre que se alia a dor de cabeça para que o "organismo" resolva importunar tanto o paciente, que esse deixe de vez de tomar apenas paliativos, e resolva logo fazer a "cirurgia" de uma vez!!!

Com tratamentos e choque, muitas doenças consideradas mortais no passado podem ser curadas...

...desde que não atinjam um grau excessivo de evolução!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

COELHOS NA PISCINA

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS