A NOVELA DA BOMBA

Uma bomba foi jogada na calçada do Instituto Lula alguns dias atrás, pronto, já começou a berraria sobre, atentado político contra o "ìcone" da "democracia".   Exércitos mais uma vez divididos já elaboraram suas conclusões apressadas, como sempre,  iniciando uma nova batalha também política.
Sites se debatem entre os que consideravam um atentado terrorista, e aqueles que chamaram de golpe publicitário, enfim, ninguém sequer cogitou a hipótese do..." desocupado".

Um vagabundo qualquer pode muito bem ter passado com o carro e jogado o artefato à esmo, sem sequer saber onde e porque estava fazendo isso, muito comum nessas mentes improdutivas. Mas bastou para que o país inteiro corresse para suas trincheiras e empunhasse suas armas.  Atentado político?  Golpe publicitário?  Ocorrência de vândalos?  O que teria realmente acontecido ali naquela noite?

Não descartando quaisquer possibilidades, vejamos a potencialidade de cada uma;

Acho muito difícil qualquer ação desse tipo engendrada pela dita oposição, até porque seria contraproducente politicamente.

Da mesma forma, também penso sobre uma atitude isolada de um destrambelhado revoltado que mantém ainda, algum raciocínio lógico, também teria o mesmo efeito contrário, a não ser, é óbvio que o tal destrambelhado queira fazer mais propaganda para o seu desafeto na revolta.

Enfim, sobram com uma boa margem de possibilidades, apenas duas opções;

Na primeira, e acredito que seja a de maiores probabilidades, visto já terem ocorrido situações análogas tanto no modus operandi do partido quanto na da própria história da humanidade e que seria de membros do próprio PT, os já ditos "aloprados" que fizessem essa molecagem para que o partido e o próprio Lula, se fizessem de vítimas de um tal ódio que eles mesmo criaram e alimentaram durante 13 anos.  Mas que viria agora numa circunstância favorável para, pelo menos, um desvio de foco.

Na última e, também com bastante possibilidades de acerto, existe o tal desocupado, vândalo, moleque, vagabundo, que não tendo o que fazer na vida, resolveu escolher a esmo, uma residência qualquer para jogar sua bombinha.  O artefato em questão, me pareceu uma bomba simples de confecção caseira e que não causou estragos além de um pequeno orifício no portão. Acredito também que nem tenha sido algo que se fragmentou do artefato, mas sim, uma pedra que possa ter sido arremessada pelo próprio deslocamento de ar da explosão.

Posso sim, estar errado, mas que tudo seja apurado e muito bem apurado.  Porém, enquanto isso não acontece , não adianta ficarem fazendo essa guerrinha de protestos de um lado e de outro. O comediante Danilo Gentili  está para sofrer um processo, ora vejam, porque ousou ironizar com uma piada abrindo a possibilidade de ser sim, um pessoal, digamos, "da casa".  Ele pode provar?  Não, é lógico, mas usou uma piada e não uma acusação formal.  Esse pessoal do PT está ficando cada vez mais casca-de-ferida, coitados.  

Acho muito difícil, no entanto, chegarem à qualquer conclusão nessa investigação....

...talvez, nem queiram mesmo chegar!!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA