MAIS UMA FANTASIA

Ainda não entendi esse troço de empréstimos a juros subsidiados para as grandes indústrias não demitirem.  São bilhões de reais para fazer exatamente o que?  Não demitir?  Então será o governo que irá pagar as folhas dessas empresas e esses empresários ainda terão os ônus dos juros subsidiados?

Porque os empresários não irão usar essa verba para investimentos e compra de insumos, isso é certo, já que os estoques estão abarrotados.  A troco de que, então, iriam pegar esses valores?  Somente para manter o pessoal em férias coletivas?

Se imagine você mesmo como um empresário. Seus estoques estão imensos e os credores se acumulam, pois não há giro suficiente para cobrir  as despesas.  A economia recessiva impede que desague parte considerável do seu estoque.  Você pegaria empréstimos via BNDES mesmo com juros baixos para fazer o que?  Somente para pagar as dívidas, é certo.  Porém, deveria haver alguma sinalização de melhora a médio prazo, caso contrário, seria praticamente um suicídio empresarial.

Para mim, isso se chama, venda de peneiras para tapar o sol.   Mesmo sendo essas peneiras bem baratinhas.

Com a atual taxa de juro praticada para tentar segurar uma inflação que só é alimentada pelo próprio governo em vista dos preços represados por ele próprio, e que, foram despejados agora após as eleições, tem-se uma nítida impressão de como estão mais perdidos do que cego em tiroteio.

Portanto, não estou conseguindo alcançar essa "visão" do governo em que, os empresários irão receber essa "ajuda" financeira para manterem os milhares de empregos dessa forma tão artificial.

Quanto à redução das jornadas seguida da dos custos, é até compreensível dentro do esforço, mas essa agora?

Quando o País da Fantasia estava somente na cabeça deles, tudo bem, mas continuarem insistindo em manter essa fantasia, vai nos custar cada vez mais caro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA