CULHÃO METAFÓRICO

Acho o maior dos males do mundo, a hipocrisia!   Tanto que, até Jesus a combateu, no entanto, todos nós pecadores, temos esse aspecto em maior ou menor grau, infelizmente.
Me lembrei disso quando comecei a analisar a proposta contida no pacote de maldades do governo para recriar a CPMF.  Essa maldita, foi criada para salvar a saúde e nada fez por ela durante os anos em que vigorou, só serviu para fazer caixa e nada mais.  No entanto, ainda me lembro da "proposta" para sua criação até com um comercial onde aparecia o Jô Soares mostrando uma pilha enorme de papeis e segurando numa mão apenas um.  A proposta inicial era de ser esse, um imposto único.
Com uma alíquota por volta de apenas 1%.  Todos acharam uma boa ideia, mas daí, veio a mudança para a salvação da saúde pública e também de NÃO SUBSTITUIR, e sim, ACRESCENTÁ-LA à extensa lista tributária, embora a alíquota, nesse caso, seria bem menor.

Hoje, não me vejo em condições de criticar essa manobra arrecadatória, até porque a própria oposição ou quem quer que venha a tentar governar esse país, terá que obter recursos depois que a "quadrilha" dilapidou tudo o que pode!

Não é por ser contra o governo, que não reconheça que existe um déficit criminoso que precisa ser sanado.  Mais uma vez, teremos que pagar por esses crimes.  É fácil governar assim, precisou de dinheiro?  toma dos outros e questão resolvida.  Seu dinheiro está acabando antes do final do mês?  cobre do teu patrão e imponha um aumento que tudo se resolve, não é assim?

Para o governo...é!  

Agora não tem mais como "pedalar", a menos que seja no sentido real do verbo.  Dilma conjugou esse verbo em todos os aspectos, embora agora só possa mesmo usar o sentido real, pedalando uma bicicleta e não a economia  pelas ruas de Brasília.

Quanto a ser totalmente contra esse imposto agora, eu sugiro que façam um pequeno exercício de pensamento;  como qualquer presidente conseguiria colocar a casa em ordem do jeito que está agora?

A única forma que acho possível, embora difícil, seria, por exemplo, cobrar os grande sonegadores, mas daí precisa ter "culhões"  e mesmo Dilma os tendo na metáfora, não os possui de verdade.

Portanto, os outros itens do tal pacote como disseram que cortaram na própria carne, deveria e pode sim ser cortado mais profundamente, só que , mesmo salvando a economia, iria ser um suicídio político já que grande parte viriam dos benefícios sociais e aí o bicho pega.

Qualquer que seja o próximo governante, eu, sinceramente não iria querer estar na pele dele ou dela, ou transdelea, não sei... !

Sempre serei crítico e sempre opositor....

...a única forma de não me corromper, nem me desvirtuar ou prostituir...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA