QUE RECEITA É ESTA?

Interessante como são as coisas no mundo dos negócios. Alguns pelejam, lutam, se dedicam, então como num passe de mágica, perdem tudo aquilo que consquistaram. Outros simplesmente investem onde ninguém tería coragem, e se saem vitoriosos. Chegam a cometer erros absurdos, mas mesmo assim, conseguem sobreviver.
O nome empreendedor, já diz o quão arriscado é qualquer empreitada. Não dá para ficar vacilando, e as decisões tem de ser tomadas a cada instante.
E como num jogo, as apostas as vezes ficam caras demais.
Competência, dedicação, oportunidade, e sorte, fazem ou não, o sucesso de qualquer empresa.
A falta de qualquer ítem desses, diferencia àquelas empresas que atingem rapidamente o sucesso, ou aquelas que embora progridam, o fazem de forma absurdamente lenta.
Se faltarem dois ítens, é melhor ir procurar outra coisa, pois qualquer negócio vai ficar quase impossível.
Depois que a empresa cresce então, aumentam os ríscos, e os problemas. É necessário descentralizar o empreendimento, e aí é que o bicho pega!
Delegar pedaços do empreendimento para outras pessoas por mais que lhes deposite confiança, não é fácil. Vejamos o exemplo do Sr Abravanel recentemente.
Podemos controlar nossos atos, e até alguma coisa dos outros, mas não podemos controlar tudo, e todos ao mesmo tempo, e indefinidamente.
Impérios se dissolveram assim, empresas gigantes quebraram dessa forma, e não exíste uma receita infalível para se livrar desse problema.
Se o empresário tem dedicação, competência, e oportunidades, não precisa de sorte. Se tem sorte, oportunidade, e competência, nem precisa de dedicação.
Assim como se tem sorte, competência, e dedicação, as oportunidades aparecem naturalmente.
Mas basta faltarem dois ítems, e tudo vai para o saco.
A menos é claro, que haja muita insistência, fé, e acima de tudo uma vontade ferrenha de vencer a guerra mesmo se perdendo tantas, e tantas batalhas.
Circunstâncias exístem, e épocas favoráveis também podem servir como que a soprar um "vento de popa" mesmo que a embarcação não possua um capitão no leme.

...mas essa, já é outra história!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

COELHOS NA PISCINA

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS