FIM DO VOTO

Todo mundo já deve ter visto ou ouvido que qualquer acidente aéreo acontece geralmente por algumas sucessões de erros. O que se viu, o que se ainda vê no caso da invasão em São José dos Campos em SP, é nada mais do que o desfecho quase trágico de uma sucessão de erros. Todos erraram, todos contribuíram de alguma forma para que esse final patético e desumano ocorresse.

A começar pelos próprios moradores que sabendo que estavam em uma invasão, acreditaram nas lábias de incentivadores do crime. Acreditaram que poderiam ficar ali, acreditaram e agora pagam pelo erro!

Em segundo, o governo municipal que permitiu que aquilo se instalasse e prosperasse sem nada fazer.
Em terceiro os incentivadores normalmente militantes de alguma "causa social" que só enxergam seus pretensiosos futuros propósitos políticos.

Existem videos na internet onde se veem os tais "moradores" se armando para resistir à desocupação. Estão rudimentalmente armados, porém, expressam sua vontade de resistir. Seriam moradores esses "soldados"?
Ou seriam aqueles que nem moram no local, ou moram apenas para "chefiar" seu clero de seguidores?

São pessoas pouco interessadas nas vidas ali, interessam-se apenas pelo sangue que irá manchar as manchetes no dia da desocupação. Irão banhar-se no sangue das vítimas inocentes para poder fazer com que suas vozes sejam ouvidas. Irão se pronunciar se possível, até sobre cadáveres para se notabilizarem como defensores dos mais necessitados.

Irão usar o episódio para atacar o governo, o município, a justiça, etc.

Não erguerão uma palha sequer para ao menos amenizar o sofrimento das vítimas.

Tudo o que queriam, estão conseguindo.

Para mim pouco importa se o governador é ou não culpado, se a polícia é ou não brutal, o que importa é o uso político para tentar iludir as pessoas sobre a "maldade" explícita de um governo frente à "bondade" falsa do outro.

Ambos para mim, são maus, tanto os do PT como do PSDB, não existem bondosos nessa questão.

Mas com certeza o PT vai utilizar a militância em cima do governo do Estado. É um direito dele, porém, em cima desse assunto, é de colocar uma pedra sobre qualquer esperança minha em que, quem sabe um dia eu até pudesse admirar este partido.

Cheguei a pensar em um dia se o voto deixasse de ser obrigatório, em votar nele, mas agora começo a ver as coisas como elas realmente são.

E são tristemente...realmente...indubitavelmente cruéis para com as pessoas.

Não existem pessoas para todos eles, todos os partidos, todas as siglas, todas as ideologias, existem apenas números impressos num maldito título eleitoral.

...pois acabo de DESTRUIR O MEU!!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA