DESPERDÍCIO ENTULHADO

Impressionante o fato de, em nosso país, haver tantos desperdícios. Desperdiçamos tudo, desde a água tratada, passando pelas colheitas "recordes" de todos os anos sem infraestrutura básica adequada para transporte e armazenamento, seguindo pelos "Ceasas" da vida, até chegarmos à construção civil.

Basta uma rápida "googlada" sobre esses assuntos, e podemos enxergar um pouco mais sobre esse aspecto tão negativo e extremamente danoso à economia.

O brasileiro parece se orgulhar no seu famoso "jeitinho", ou melhor dizendo, na sua enorme capacidade de criatividade voltada mais à improvisação do que no planejamento.

Segundo informações que tinha há alguns anos e com base nos dados do Sinduscon, um terço das obras da construção civil, vai direto para a caçamba e depois, para alguns "buracos da vida" ou aterros.

É de uma enormidade de derrubar o queixo de qualquer um.

Esse informe que consegui da UFMG explora rapidamente muito bem esse fato.
http://www.ufmg.br/boletim/bol1216/pag5.html

Tenho estudado a possibilidade de buscar alternativas aos materiais descartados pelos canteiros, talvez encontre uma forma de também ajudar a diminuir um pouco tanto desperdício.

Jogamos fora anualmente o equivalente ao PIB de algum pequeno país, e isso não ficará eternamente impune.

Haveremos em algum tempo de arcar com essa responsabilidade, seremos cobrados por tamanha falta de controle e pouca atenção às prioridades.

Se somarmos a isso os investimentos também desperdiçados em projetos caros que são abandonados então, puta que pariu!!!!!

É preciso rever todo um conceito como nação que foi geograficamente e climatologicamente abençoada.
Não podemos ficar eternamente deitados nesse berço esplêndido, até porque, toda essa esplendorosidade não é eterna.

Existem alternativas, existem soluções até simples. O que parece não existir, é coragem para "mexer com isso"!  Um país que jogou pelo ralo sua malha ferroviária para transportar suas riquezas apenas pelas custosas rodovias deve observar outros aspectos e com a maior urgência. As hidrovias, as ferrovias, e por que não até as aerovias?.
Temos imensas possibilidades energéticas somente aguardando enquanto se olham apenas os depósitos de petróleo. Nossa capacidade de usar, de saber usar, de usufruir e saber usufruir, não deve se resumir apenas ao tão propagado ufanismo do salve salve...PRECISAMOS MESMO NOS SALVAR!!!!

Não adianta mais apenas fazer a nossa parte, é preciso ir mais além, buscar soluções e SUGERIR essas soluções à qualquer órgão ou pessoa que as possa levar adiante.
Essa é uma verdadeira militância útil.

Visite o Ceasa de sua cidade e veja por si próprio. Trafegue pelas rodovias vicinais em época de colheitas, observe a quantidade de caçambas de entulho que "entulham" nossas ruas e por favor...PENSEM!!!!

Somos tão ricos assim para nos dar a esse luxo?

Pelo que sei, nem os ricos o fazem. Por isso é que são...ricos!


                                                                         ... Já outros!!!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA