DITADURA DE CONTROLE

Quando saímos da prisão da ditadura e conquistamos a liberdade da democracia, ficamos parecendo aqueles escravos que, ao final de anos de cativeiro brutal, não conseguiam se adaptar à liberdade recém conquistada. Eram então obrigados a viver em guetos ou praticar pequenos crimes para sobreviver.

Mas vivemos mesmo em democracia?  Temos essa certeza?  Ou estamos apenas numa outra forma de ditadura controlada.  É certo que, textos como esses que escrevo me trariam problemas sérios se vivêssemos ainda num governo controlador.  Mas no Brasil isso é necessário?  Pelo que vejo, não é!

Mesmo durante nosso período mais negro e mais fechado, existiam sim, algumas liberdades controladas. A coisa começou a feder mesmo quando aquele bando de terroristas tentou se apossar do país na base da truculência.  Tiveram a resposta à altura e se deram mal.  Hoje posam de defensores da democracia, quando na verdade, lutaram para implantar uma outra ditadura mais nos moldes daquelas já conhecidas exterminadoras de milhões de seres humanos. A história e os fatos comprovam isso claramente!

A desculpa atual é sempre a mesma.  Ainda somos uma jovem democracia. Certo!  Afinal de contas, democracia pressupõe liberdade de escolha e até para se escolher. Então por que nosso voto tem de ser obrigatório?  Por que o serviço militar também é obrigatório? Por que?  Não existe uma resposta satisfatória que embase essa "democracia".  Ainda criamos uma urna com fortes características fraudulentas.  Todos sabem que "não existe" sistema seguro!

Quando me vem com aquela ladainha de que o voto no Brasil "não é obrigatório"  eu respondo que;  "se não é obrigatório, é então facultativo?"  Obviamente não é!  Então é o que?

Nosso sistema político está caminhando rapidamente para a extenuação completa. A falta de confiabilidade, a descrença, o nojo por assim dizer da população em relação àqueles que querem "representá-la" só aumenta a cada pleito.  Muitos que discutiam comigo sobre a necessidade de se escolher ao menos o "menos pior" agora já sinalizam que; a depender do segundo turno irão anular o voto!  Ah é ...é?

Isso é o que acontece quando se milita em favor de alguém, e não de uma proposta real. Isso é o que acontece quando se usa só o passional e não o racional. Isso é o que acontece quando se quer qualquer porcaria, menos a que já está lá. Isso é o que acontece quando se acostumam a comer merda e sorrir sempre, mesmo tendo pago por  pratos finíssimos.

Eu até simpatizava com Marina Silva, embora tenha reconhecido agora, segundo o que vi, li, e ouvi dela, que parece não ser uma boa opção. Talvez até seja uma opção trágica mesmo.  Não tinha grandes esperanças nem gostava muito de Dilma,  afinal, não é ela que governa mesmo como todos sabem.  Também não nutro esperanças no Aécio Neves.  Isso já está cansativo. Todos pregam e querem o novo, querem mudanças, melhorias, e até milagres. Eu só quero uma coisa....."liberdade".

Quero um país verdadeiramente democrático e facultativo. Que não necessite escravizar o povo com bolsas assistencialistas ao custo de desprezar as verdadeiras necessidades assistenciais.

Quero leis que funcionem para todos igualmente sim. Descomplicadas, rápidas e eficientes.

Porém, todos prometem justamente o contrário.  Querem manter o assistencialismo e até institucionalizá-lo. Querem manter os mesmos moldes que já estão desmoronando mas que lhes permitem estar lá sempre e sempre e sempre como deusas e deuses do poder absoluto.

E justamente por querer isso, é que mais uma vez vou "anular meu voto".  Sei que mais e mais pessoas irão fazer isso com o passar do tempo e então,  a nossa "democracia" ficará exposta ao mundo como a vergonha que é.  Como a farsa que realmente é. Como a ditadura de controle que está começando a ruir.

As ruas ainda virão dar mais respostas em 2015, 16, ou 17...

...com certeza darão!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA