INSTANTE DE SÁBADO À NOITE

Sábado à noite... minhas duas filhas nas baladas da vida, mas não me encontro em espírito da sair. Prefiro assistir uns filmes, acompanhar blogs, sites, notícias, ah!...só decepções!  Talvez o calor da humanidade tenha esfriado bastante nesses últimos tempos.  Paro um pouco, me desligo do computador e vou para o quintal acima alinhado com parte dos telhados onde, na companhia do meu fiel boxer, o bingo, ficamos olhando as estrelas e ouvindo os murmúrios distantes. A briza fria faz com que ele se deite ao meu lado com aquele olhar pidão que todo cachorro faz quando quer um carinho.

Ficamos ali encostados apreciando o mundo girar à nossa volta.  Me imagino disparando nas distancias infinitas, perfurando o manto negro e me separando imensamente de tudo isso.

Passeio por gigantescas esferas de todas as cores, por nuvens que não sinto, por um silêncio e uma solidão únicas.  Me lembro de imediato sobre um vídeo que assisti e, deixando meu companheiro para que busque voltar a casinha dele, retorno ao computador para tentar encontrá-lo novamente.

Quase um ano... não tinha nem gravado como favorito, mas encontrei.  Encontrei até o comentário que fiz à época quando também me senti da mesma forma!

Lara Fabian, uma verdadeira Diva...ela, e eu desconheço o motivo, se emociona muito na apresentação dessa canção.  Aliás, ela quase nem se apresenta.  O público é que canta.  O público é que  mostra o verdadeiro calor que emana da humanidade.  Um calor que emociona sim...  que nos tira da frieza solitária,  e nos trás de volta ao calor que emana dos corações mais sensíveis.

Valeu a pena sim, e muito...rever esse vídeo...

Na época eu comentei o seguinte;



....de vez em quando no meio da imensidão do cosmos, no bailar infinito dos astros e estrelas...momentos como esse acontecem. Perdido em meio à infinidades monumentais, alguns seres humanos entram nessa sintonia de emoção pura da qual nem eles próprios tem ciência do poder que lhes emana. Simplesmente sai...simplesmente transcende os invólucros da carne e se expandem infinitamente com poder de preenchimento de todos os espaços existentes. Somos imortais nesses pequenos momentos. Somos deuses. .. simplesmente ... ...somos!!!!




Comentários

  1. Ainda existem homens assim, sensíveis e românticos?

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, querida! Em grande maioria; embora se recusem a admitir ou até mesmo reconhecer isso. Essa é a única coisa que ainda segura a nossa evolução.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA