A LÍNGUA DOS P's

Dizem que nas guerras, a primeira vítima é sempre a verdade. Com certeza, já vimos ou assistimos isso em toda a história da humanidade.
Acontece que nas guerras, nações se engalfinham estupidamente contra outras nações. Existem, nesse caso, o tal "nós contra eles".
Já na política não. Isso é fantasioso, pois a nação é a mesma, no entanto, os procedimentos políticos se assemelham em muito "no que se refere" à estratégia.

Alianças amargas e convenientes, deserções, dissidências, propaganda, enfim, tudo o que sabemos na história dos conflitos, é perfeitamente adaptado á realidade dessa complexa deflagração politiqueira.
A busca pelo completo domínio da situação, justifica que se empreguem meios legais, porém, no mínimo imorais.

Vemos em tempos contemporâneos as assimilações quase religiosas dos ensinamentos "Gersinianos" e "Ricuperanos". Os dois que protagonizaram os dogmas de se levar vantagem em tudo e esconder as verdades mostrando apenas as mentiras bonitas.

Ficamos então à mercê desse ping-pongue partidário em que as devidas militâncias se alternam com o único intuito de seguir os dois exemplos acima.

É comum vermos pessoas simples e revoltadas dizerem. "- Pois é...mas o que a gente pode fazer né?"

Eu respondo. ""- Mas vocês já fazem!!!!  Vocês continuam escolhendo os protagonistas principais de toda essa farsa. Continuam alimentando um sistema viciado em que jamais podem verdadeiramente opinar, senão, no silêncio obrigatório e íntimo da urna eletrônica. Vocês incentivam essa bandidagem a continuar a ser...bandida.
Continuam justificando que escolher o "menos pior" é sempre o melhor...MELHOR PRA QUEM???

Anular o voto, é um direito constitucional, um direito democrático, um direito humano, um direito de protestar e dizer que NENHUM DESSES AÍ SERVE.

Jamais pode ser considerado como uma atitude covarde se você diz depois que ANULOU.

Ao contrário do VOTO EM BRANCO que já vem até facilitado com aquela tecla branca que simplesmente    emite a sua vontade de dizer que QUALQUER UM DESSES AÍ SERVE.

Covardia, é escolher um lado em que você NÃO CONFIA só porque seria o politicamente correto, o tal DEIXA ELES PENSAREM POR MIM!!!!

Já levei algumas "pauladas" por expressar isso. Já me disseram que estou transferindo a outros a minha responsabilidade civil e social por causa desse ato.
Não estou não. Do meu ponto de vista, e pelo que vejo de muitos outros cada vez em maior número, a necessidade passa a ser se eu quero ou não quero ser cúmplice dessa palhaçada toda.

Meu voto é nulo, mas meus impostos continuam sendo pagos, e necessariamente sendo administrados por aqueles em quem não confiei sequer um botão de camisa.

Minha luta é para que seja constituída uma verdade, a de que se vivo em um país democrático, então, que seja democrático porra!!! Obrigatoriedade não é ESTADO DE DIREITO, e sim de obrigação!

Não sou obrigado a votar em ninguém, é certo, mas sou obrigado à comparecer frente á porra da urna.

Aí, eu é que pergunto...

...diante de tudo isso, não seria melhor e mais digno...

...não fazer????


Escolhe um pra criar. São tão lindos


Em tempo:  Para anular, basta digitar qualquer número que não exista, ex:  00000 e confirmar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA