A MERDA E AS MOSCAS

No horizonte desse sábado, nuvens escuras tingem o céu de um azul escuro vez por outra entrecortado por raios e relâmpagos anunciando uma tempestade de respeito que se aproxima.
Nos horizontes políticos, para variar, novos escândalos, ou sendo descobertos, ou em vias de se descobrirem.
Com políticos é assim, existem os safados e aqueles a quem "ainda" não descobriram nada.
Mas se mexerem "no monte" ele fede como todos os outros.

O melhor, ou pior para eles, é que a imprensa agora começa a vazar notícias sobre o outro lado também, assim começamos a ter uma visão um pouco mais completa do assunto.

Como vimos o tal Kassab, atual prefeito de São Paulo reclamar "láaaa em París" de seus bens que foram presos pela justiça por causa de tanta honestidade.

Não importa o partido, não importa mais a ideologia, não importa mais a decência, todos se mesclaram ou estão se mesclando ao universo pútrido das fezes intestinais republicanas.

Querem trocar os Ministros no início do ano, e daí?  Precisamos votar em outros no ano que vem para assumirem os postos municipais...e daí?  O que adianta trocarmos as moscas se o problema todo está na merda????

Vai lá o cidadão consciente mudar no voto, o seu representante no Município, depois no Estado e na União.
Contribui com o seu dever cívico para que o pais avance. Para que os impostos caríssimos que ele paga sejam realmente utilizados para os fins aos quais se propuseram.

...e quando isso realmente aconteceu??

Políticos se preocupam em primeiro lugar com o partido que representam. Arrumam o que podem e o que NÃO PODEM para abastecer os caixas DOIS tão bem explicitados pelo ex-presidente Lula numa entrevista nos jardins de onde??? Em París, olha só!!!!  Lá onde está Kassab.

A segunda preocupação do político, (qualquer um) vem com o seu bolso, seus bens, sua fortuna, em seu nome, ou em nome de laranjas...vai ao gosto e ao cuidado do dito cujo.

Em terceiro, agradar aqueles que possam lhe ajudar quando não mais puder por qualquer razão (e sei muito bem quais) exercer a política mesmo que por um curto período.

Em quarto e último lugar, fazer o trabalho para o qual foi eleito. Ou seja, se sobrar algum, por mais ínfimo que seja, vai lá LUTAR pelo que se propôs com ênfase durante a campanha da mentira.

Por isso, NÃO ADIANTA TROCAR SÓ AS MOSCAS...

...É PRECISO LIMPAR A MERDA TAMBÉM!!!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA