ENFIANDO O PÉ-NA-JACA E PISANDO NO TOMATE PRA VIAJAR NA MAIONESE

Fazer o que?  Me obrigam a ser...como diria.... "reacionário", é isso!!!! Os tais "progressistas" fizeram mais um "progresso" no nosso vizinho Uruguai. Instituíram e legalizaram a maconha. Tudo bem que dentro de certos limites e sob algum pretenso controle. Mas como será que os uruguaios irão usufruir desse "benefício"?

Basta para isso, tomarmos o exemplo do álcool. Um produto lícito, ao alcance de qualquer um, inclusive das próprias crianças que muitas vezes experimentam em casa às vistas dos próprios pais. Uma droga que causa dependência seríssima e tanto transtorno e mortes  direta ou indiretamente. Também é considerado um trampolim para as outras substâncias entorpecentes como a ...maconha.  Simplesmente eliminaram um trampolim e colocaram uma rampa de acesso mais rápido.

Trabalho com jovens viciados e que tentam DESESPERADAMENTE  (no sentido pleno e expresso da palavra), se livrar do vício.  Ouço suas histórias, seus problemas, como começaram, o que fizeram para sustentar o vício, enfim; o drama porque passam levando junto amigos e família. É de arrepiar aqueles que se dizem não serem felizes por não serem alienados. Para os "alienados", qualquer "avanço" desse tipo é simplesmente ótimo e maravilhoso.  Afinal de contas, estão combatendo o narcotráfico não é?

NÃO ESTÃO NÃO!!!!   Alguém em sã consciência pode mesmo acreditar que os narcotraficantes irão se incomodar com isso?  É óbvio que não. Eles não são viciados, são traficantes...portanto, não tem essa mentalidade de miolo-mole dos defensores da ideia.  Então, os traficantes uruguaios estão é comemorando o progressismo de seu pequeno país.

Nem será preciso aguardar muito tempo para poder observar os óbvios desdobramentos dessa questão.

Mais uma vez  irei mostrar às minhas filhas o valor das observações que elas tão prontamente constataram quando eram adolescentes e pedi à elas que ANTES de "experimentar", observassem atentamente aquelas pessoas que consumiam entorpecentes.  Como se deterioravam em comportamento, produtividade, afetividade, enfim...tudo o que se relaciona entre a pessoa e o mundo a sua volta.

É lógico e eu também sei, que existirão pessoas, e em grande número que podem usufruir desse baseadinho sem problema algum. Assim como há aqueles que bebem sim socialmente, haverá aqueles que fumam socialmente, talvez no futuro os que cheirem socialmente , injetem socialmente, enfim, aquela velha história do politicamente e corretamente social.

Só que o preço social disso, será a introdução massificada de novos "consumidores" na praça. Que imediatamente serão considerados novos consumidores de drogas mais pesadas e que também, por sua vez, mais clientes para o narcotráfico. Excelente notícia para esses e para os proprietários de caras clínicas para viciados.

Agora, com certeza irão tentar trazer esse "progresso" para cá!!!!

Embora não faça muita diferença, o REAÇA aqui...vai continuar a reagir!!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

COELHOS NA PISCINA

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS