CARTA ABERTA E SINCERA

Diferentemente das pessoas, digamos assim, menos sensíveis, eu posso dizer que tenho momentos de profunda angústia.  Mas essa angústia sempre me chega no momento em que constato que, de alguma forma, prejudiquei alguém. Seja por qualquer motivo, ou qualquer situação.  Sempre busco reconhecer quando erro e tento encontrar alguma maneira de compensar qualquer ser que, por acaso, eu tenha ofendido ou prejudicado.  Não por receio de punições, ou almejo de algum lugar merecido, mas pura e simplesmente para aplacar  algo dentro de mim que não se satisfaz com um simples arrependimento.

Nesses dias, eu diretamente prejudiquei alguém. Talvez seja até uma tolice, não importa, mas o fato é que, alguém que nem conheço pessoalmente, sofreu uma grande decepção e só eu posso assumir inteiramente essa culpa.  Não posto aqui detalhes nem nomes, talvez apenas um pequeno e importante "nick" para que essa pessoa saiba de quem estou falando.  Para quem estou tentando encontrar uma forma de me redimir, mas não encontro nenhuma.  Quando estamos na luta diária, a maioria das vezes, nem nos importamos com aqueles a quem magoamos. Viramos e seguimos em frente dando muitas vezes de ombros como se, com essa atitude, nos livrássemos da responsabilidade direta que nos caiu sobre eles.  Somos falhos e, muitas vezes, não acreditamos nisso. Preferimos sempre achar que sempre dominamos as situações.  Não nos precavemos e com isso, muitas coisas aparentemente insignificantes para nós, mas, talvez, muito importantes para outra pessoa, atormentem nossos pensamentos e torturam nossas mentes, embora já seja tarde.

Já que a comunicação se tornou aparentemente impossível, e não encontro uma forma de me redimir, só posso mesmo, diante de um fato que fugiu ao controle...como se pudéssemos de algum modo controlá-los realmente, pedir perdão e, acima de tudo, entender perfeitamente, caso isso não ocorra.

Uma pessoal maravilhosa que eu nem conheci pessoalmente mas que gostaria muito de poder ter conhecido.  Espero que ela reaja e consiga superar esse talvez pequeno problema que me causa um torpor tão grande.

Espero que ela, ao menos leia esse post que lhe fiz com exclusividade e que por mérito; dela, não meu, acabou fazendo parte dos meus dias mais recentes.

Muita gente escreve para mim através do meu e-mail neste bloguinho.  Vou aguardar então, talvez o mais esperado de todos e-mails.  Ao menos uma resposta de saber que estou muito preocupado com o que possa ter causado de transtornos à uma pessoa que durante muito tempo realmente me cativou.

Um beijo  minha querida  """ Jackwillian"""

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA