AOS POUCOS, NINGUÉM MAIS VAI SE ENTENDER.


Hoje, segunda feira, uma notícia corriqueira me chama a atenção. A morte de um motoboy por espancamento em São Paulo. Os autores? Policiais Militares. A testemunha? A própria mãe do rapaz.
Existem as versões da mãe, e dos policiais. Resta saber em quem acreditar.
Nesses últimos dias o Balaio do Kotscho, também nos trouxe o drama de um pai, que viu a filha de 15 anos ser presa por ter cometido um sequestro.
Isso já está realmente cansando! A polícia federal nunca prendeu tantos, isso, segundo o que prega o governo federal, a polícia militar está matando mais, isso o que prega a imprensa que dizem ser golpísta.
Só que os supostos acusados, e presos pela PF estão todos soltos. Os mortos pela polícia militar, estão todos "mortos".
Isso já nem nos causa mais tantos espantos. Estamos cada vez mais "anestesiados".
Podemos hoje em dia tranquilamente passar por sobre um cadáver com as trípas aparecendo, que no máximo, torcer o naríz.
O povo, aos poucos vai "suportando" e "engolíndo", e "aceitando" os argumentos de políticos, jornalístas, e cuidando apenas da sua própria vida, num individualísmo cruel, mesquinho, e absolutamente "pôdre".
Não é parente? Não é conhecido? Então fôda-se!
O exemplo vem de cima (como sempre). Políticos sempre saem impunes. Mesmo que sejam presos, são soltos. Mesmo que filmem, fotografem, gravem, ou esculpam com a assinatura dele sorrindo o ato criminoso praticado, ele CONSEGUE SE SAFAR.
A pressão da panela vai aumentando.
As poucas pessoas que ainda acreditam na justíça, ainda são obrigadas a assistir esses episódios, onde apenas os mais infelizes, e dependentes do estado, são literalmente massacrados pelas instituições que ajudam a manter com seus votos.
São tantos acontecimentos, e com tanta frequência, que já nem nos preocupamos mais em saber. Os jornais que se virem para causar cada vez mais impactos com suas deliberações.
Já tivemos até ataques terrorístas, sendo que a vítima, foi um filho de um "bicheiro" (por enquanto).
Logo serão empresários, políticos, ou cidadãos comuns. Esses são os que mais pagam o pato.
Mas que "pato" é esse? O "pato" de ser ELE MESMO O BICHO" O PATO!
Não somos mais eleitores...Somos "Patos".

Estamos nos acostumando a viver na lama das próprias "fézes", e para nos "alegrar" somos agraciados aqui, ou acolá, por uma "bacía" de água.
Então, basta nos manterem grasnando, e abanando a cauda, que nós "patos", iremos aceitar (como temos aceitado) todas as mentiras, as enrolações, as promessas vazías, e tudo isso em troca da "boa fé dos patos".
De vez em quando, precisamos apenas escolher os responsáveis por cuidar do rebanho.
Nos oferecem algumas alternatívas sempre interessantes. O Cão, A Rapoza, O Furão, O Lobo...e somos apenas OBRIGADOS a escolher um deles.
Não existem mais lugares limpos para se pisar. Não exíste mais água limpa para se nadar, ou beber. Não exíste mais um cando sequer, onde os "quacs" sejam confiáveis.
Estamos cada vez mais nos deixando levar, conquistar, controlar, e principalmente HIPNOTIZAR, por uivos, ou latídos cada vez mais eloquêntes.
Em épocas de escolhas, aparecem os "patos" de um, ou de outro lado. Todos brigando para que escolham um, ou outro "dono do gado". Dízem que com esse, não teremos mais tanta "merda" pra pisar, e com o outro, a "merda" só vai aumentar.
Tríste perspectíva.
Embora, sempre desapareçam muitos, que "dôam" seus sangues, suas carnes, e suas vidas para MANTER esse pesadêlo sempre do mesmo jeito. Embora apenas as côres mudem um pouco. Apenas truques de "maquiagem".

Logo, a imprensa, perderá totalmente a credibilidade. As instituições que DIZEM DÃO LUCRO, mas estão endividadas estratosféricamente, irão nos decepcionar.
As religiões perderão o seu sentído de existir.
Todos então, irão se fechar mais e mais dentro de sí próprios, e como "autômatos" apenas aceitar que lhes peguem, e coloquem com a cabeça apoiada num tronco, e que lhes desçam o machado no pescoço. Enquanto os outros "grasnando" vivas à democracía!

Recado aos "donos do gado"...Exístem GAVIÕES, disfarçados no meio dos patos.
... gaviões que não comem "patos"!

Comentários

  1. Caro Robson.
    Como dizia Delfim Neto já nos idos dos anos 70, o Brasil só existe para 30% da população. Claro que, a indiferença pelo sofrimento dos outros é um mal de todo o mundo. Os civilizados parece que não sentem os males dos povos oprimidos do mundo todo. Há vários países Africanos, neste momento, se digladiano em guerras tribais e, outros tantos sendo dizimados pela aids e, ó, ninguém se toca.

    ResponderExcluir
  2. Pois é Luíz! E muitos ainda preferem "rotular" como direita, ou esquerda, sendo que tanto um quanto o outro, são responsáveis por muitas atrocidades mundo afora. Não sou assim tão inflexível, voce também não, e olhe que muitos acreditam que somos "direitístas", já que não aceitamos a "esquerda". Vá entender!

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Robson, toda violencia seja da parte policial ou "da outra" mostra com nitidez asombrosa o desrespeito total para com a vida dos semelhantes.
    Acredito que este estado de semi-barbarie só poderá ser erradicado com muita educação.
    Mas muita mesmo, coisa que transcende a nossa geração.

    Forte abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

COELHOS NA PISCINA

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS