ENTRE FACAS E PUNHAIS

O tema que começa à rolar na internet nesses dias, fala sobre intrigas e traições palacianas. Não, não se trata de um romance do século XV.  Trata-se de um fato que, se comprovado, será mais um escândalo envolvendo a administração federal. Escândalo no que se refere ao dinheiro público obviamente, afinal de contas, nós é que pagamos alguns desses "detalhes" de alcova.
Não tenho nada contra ou à favor sobre a vida particular de ninguém. Muito menos a de pessoas públicas, desde que essas pessoas públicas cometam seus atos com seus próprios recursos.

Isso, ao que parece, não tem acontecido. Mal se fecham as cortinas do famoso mensalão e outra se abre para um novo espetáculo deprimente.  As tais "intrigas" palacianas, ficam por conta dos atos de alguns "palacianos" que movem seus pausinhos para prejudicar o ex-rei.  O atual Ministro da Justiça já deveria saber sobre O QUE a PF investigava. Se não sabia, então é Ministro de que?
Agora que a merda está devidamente exposta à frente do ventilador, todos os "expoentes" se desnudam diante da platéia.

Traição é uma palavra muito forte. Durante 16 anos de relacionamento conjugal, jamais cometi tal ato. É sério, e costumo levar muito em conta essa questão!  Confesso que teve momentos em que precisei quase sair correndo, mas consegui me manter íntegro, ao menos, nesse quesito tão importante para mim.

Sendo dessa forma, costumo não perdoar aqueles que, por qualquer motivo, sucumbem nesse ato.

Lula se disse esfaqueado pelas costas PELA SEGUNDA VEZ. A primeira, foi na época do tal mensalão, a segunda, agora.  Em ambas, não disse quem foi o autor da façanha!  Embora o STF já tenha solucionado todo esse mistério punindo os culpados que ele ainda insiste em "agasalhar". Fazer o que? É um homem bom!

Hoje, pelo que estou podendo observar, o punhal foi cravado nas costas de Dona Mariza Letícia. Uma verdadeira facada palaciana.

Mas como eu disse acima. São problemas deles, de foro íntimo do casal, e que resolvam por si próprios.
O que não podemos aceitar, é que todo o processo desvirtuoso do ensaio da facada, ou das facadas, tenha sido elaborado às custas do erário.  Dos impostos caríssimos que pagamos para que eles se divirtam e se esfaqueiem "com muita crasse"...

Nossa arrecadação já está arrancando o couro, nosso PIB está despencando. O endividamento ameaça todas as classes sociais. Sintomas de fim-de-festa.

O bolo, os doces, salgados, bebidas, estão no fim....

...sumiram as facas...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA