NINGUÉM MERECE

Há muito tempo, desde que comecei a acompanhar os fatos políticos de nosso país, que não vejo uma oposição tão inoperante, estática, permissiva, atrapalhada e incompetente quanto essa de agora.
Foi preciso que setores da imprensa levantassem a bunda da cadeira para oferecer alguma oposição aos desmandos que o governo se propõe numa clara atitude canina de experimentar até onde pode ir.

Com honrosas e raras exceções, a oposição que, deveria ser de direito em qualquer sistema dito democrático, não ouve, não vê, e não fala.  São verdadeiros zumbis! Nossa constituição que não se defende sozinha, fica então à mercê de diversos atentados promovidos com a justificativa social.

Um Presidente da República chegou até ao cúmulo de mandá-la se "foder", apenas porque estava de encontro aos seus interesses. Seria algo como o Papa fazer o mesmo com a Bíblia!

Atualmente um presidente da Câmara ameaça não cumprir uma decisão do STF.  Aliás, esse mesmo STF que é, todos os dias, desqualificado, apresentado como vendido à mídia, ridicularizado institucionalmente incluindo cada um dos seus Ministros. Esse país está se transformando numa casa da mãe Joana e a "oposição" parece simplesmente concordar.

Percebendo claramente esse fato, setores da imprensa, resolvem então oferecer essa oposição. Mas não criam fatos, nem elaboram mentiras como são acusados pelos "criminosos"!  Apenas insistem em mostrar o que está realmente acontecendo num dos lados. O do Poder Federal.  Crimes imensuráveis são cometidos, falcatruas, desvios, formações de quadrilhas, peculatos, enfim, um passeio pelo código penal em circuíto de inúmeras voltas. Quando são identificados, lá vem a chiadeira, a choradeira, a troca de acusações, até que finalmente descambam desesperados para os braços do povo chorando como vítimas de perseguidores cruéis.  O povo então, assim como uma mãe sensível aos apelos do filho marginal, lhe afaga a cabeça e lhes carrega no colo enquanto esse mesmo filho acena com uma banana e mostra a língua numa clara provocação descabida às costas da mãe.

Me lembro desses moleques que; provocavam brigas na rua para logo em seguida, correrem para a proteção materna ou paterna, algumas vezes fraterna, mas sempre de alguém mais poderoso.

A imprensa que se diz independente, continua exercendo seu papel, embora de forma parcial.  Já a imprensa "dependente" também exerce o seu de maneira que; fossem as duas imprensas agindo da mesma forma e teríamos um Estado Totalitário por aqui.

Os bandidos são aliados, os antigos inimigos são aliados, a oposição é mequetrefe, metade da imprensa se prostituiu, as elites foram compradas, as instituições, quase todas aparelhadas e devidamente ocupadas...

A continuar dessa forma, em breve, estaremos confusos quanto as nossas próprias leis, nossos próprios valores, convicções, ideologias, pois se questionamos nossas mais sagradas instituições democráticas de forma tão desprezível, então, tudo passa a valer dependendo do ponto de vista de quem exerce algum poder. Isso se chama ditadura!

Ditaduras democráticas não existem!   Resta saber se vale à pena seguir esse caminho, pois o retorno, quando ele existe, geralmente é bem mais difícil e excessivamente sangrento!

Nosso povo...quando finalmente sair desse estado hipnótico, não vai merecer o tratamento que estão lhes reservando...

...assim como uma mãe de marginal quando se atira à frente do filho para receber a carga a ele destinada...



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA