O QUE FAZER COM UM BILHÃO DE DÓLARES

Bem...agora que o mundo já acabou e, assim como em outras "acabadas" praticamente todos sobrevivemos, podemos então voltar às atenções a problemas do dia a dia!

Sempre me sinto meio deprimido no Natal. Não sei porque. Entendo que é um período de festas, de alegria onde comemoramos o nascimento de Cristo, mas acho que me sentir plenamente feliz, me tornaria alienado aos problemas por que passam tantos seres humanos no mundo.  Além do mais, nesse em especial, ainda teremos a falta de um membro da família. Meu pai se foi em agosto, ou seja, ainda é muito recente.

Então!!!

Vou escrever um pouco sobre política.

Aprecio particularmente quando "elles" enfiam o pé-na-jaca!  Nesse último caso, quando mostram a cara, ou melhor, não conseguem mais esconder!

Sempre fui contra Estatais. Governos, para mim, devem apenas administrar impostos justos, diga-se, e já é o suficiente.  Mas não. Querem competir com o mercado, manter empresas custosas apenas para ter cargos que possam negociar durante os períodos eleitorais. As "alianças" sempre discutíveis que empregam nesses períodos, mantém essas Estatais, assim como Secretarias, Ministérios, etc, para "aconchegar" os respectivos apoios recebidos.

É o Padrinho dos incompetentes que agasalha pessoas sem nenhum tipo de preparo em cargos de confiança, diretoria, presidência, etc.  Sempre muito bem remunerados e com chances reais de levar por fora, se ninguém ver.  Acontece que agora, estamos começando a ver....e muito!!!

O recente escândalo das "negociatas" que aparecem sobre a compra de uma refinaria pela Petrobras cujo "trabalho" deu um prejuízo de 1 bilhão de DÓLARES ao tesouro, nos mostra isso.
O resumo, pelo que entendi, é o seguinte.

Você tem uma empresa de petróleo. Resolve (não sei porque cargas dágua) comprar metade de uma outra empresa que está sucateada e que ninguém quer mais. Só que uma outra empresa já havia feito essa loucura antes. Comprou por uns 40 milhões, viu a merda que fez, mas você então compra metade desse monstro por uns módicos 300 milhões, afinal, você é um mago dos negócios e pode recuperar isso logo. Então, você enterra mais uns bons milhões de dólares no negócio para só então perceber que a tal refinaria não serve para nada. O petróleo que você produz, não pode ser processado nela. Simples assim. É algo como se eu fosse o dono do único posto de combustível de uma cidade e comprasse um carrão de 1000 reais por uns 50000 para só perceber depois, que não trabalho com gasolina. Somente com outros combustíveis.

É de uma estupides, de uma irresponsabilidade, de uma incompetência que mereceria o "paredón" se estivéssemos em certos países.

Mas não acaba aí não. Você tinha comprado somente metade do estrupício, é obrigado então a comprar a outra metade por um valor muito maior. Mais que o dobro. E ainda enterra mais dinheiro naquela merda.

Por fim, com aquela montanha de imprestável incompetência atrapalhando o visual do seu jardim, resolve então se livrar de tudo. Tenta vender, mas só encontra um único comprador disposto a aceitar a oferta.
Ele te oferece 180 milhões de dólares.

Aceitar ou não aceitar, eis a questão. Se aceitar, perde-se de cara, 1 bilhão de DÓLARES, se não aceitar, fica com o trambolho acumulando prejuízo.

Gostaria de ver um desses "gênios" dos negócios, dando explicações à mesa daqueles diretores e acionistas sisudos.

Meu questionamento então é esse... O que dá pra se fazer com esse bilhãosinho de dólares?  Enterrar em outro projeto mirabolêsco como o tal trem bala?

Provavelmente é por isso que esse país tem de arcar com uma carga tributária gigantesca. Para continuar alimentando a incompetência, a corrupção e a falta de preparo, além da negligência quanto às prioridades.

Fora isso...um feliz Natal a todos que, assim como eu...

...festejam, mas mantém os olhos e ouvidos ainda abertos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA