DEUS É BRASILEIRO?????

Uma das coisas que pra mim já perderam o encanto, foi essa história de "Teoria da Conspiração".  São muitas e tão diversificadas que já estão ultrapassando o limite do saco cheio.  Ás vezes eu fico observando a multidão caminhando no seu dia-a-dia nas ruas, nas calçadas, nas estradas como se tudo estivesse dentro de alguma normalidade. Mas eu sei que não estão.  No entanto, sempre se é preciso apelar para alguma dessas tais "teorias" para NÃO chegar a qualquer tipo de conclusão satisfatória.  Então o jeito é buscar alguma lógica de raciocínio!
Faz sentido sermos um país tão abençoado em riquezas naturais raríssimas em outros e ainda assim vivermos da forma como vivemos?  Por que com tantos recursos naturais e outros infindáveis artificiais ainda estamos nesse patamar de depender de governos?  Qual o sentido em contribuirmos de forma absurda com mais de um terço de nossos esforços para sustentar uma máquina corrupta, ineficiente, incompetente e demasiadamente safada?

Qual o sentido em termos uma educação medíocre, uma saúde pública podre, uma insegurança tão grande se comparada a países em patamares até inferiores ao nosso se isso não for para algum outro objetivo inconfessável?  Um exemplo recente é a industria do petróleo só agora ter descoberto os tais imensos depósitos submersos no litoral. Só agora que a industria americana já disponibiliza a tecnologia mais simples do Xisto Betuminoso...não é estranho?  Somos um país agrícola e importamos até arroz e feijão. Importamos quantidades absurdas de etanol americano fabricado a partir do milho.  Temos uma imensa região castigada pela seca que nunca nos importamos em CURAR mas sim, em ficar cultivando essa ferida vergonhosamente através dos séculos.  Cabe alguma teoria conspiratória nisso aí?  Que tal mais as nossas reservas valiosíssimas de NIÓBIO tão necessário ao mundo contemporâneo e que temos em abundância mas simplesmente NÃO exploramos seriamente.  Parece que a única coisa que se explora no Brasil é a população.  Seja a mais carente com benefícios ridículos através de bolsas das mais diversas, seja de classes mais abastadas com impostos que lhes impedem de praticar qualquer outra atividade social facultativa que no fundo também desejam mas que lhes são castradas. Enfim, minando a capacidade empreendedora individual, acabam por conseguir a escravidão coletiva.      Isso sempre foi assim; sempre fomos surrupiados em nossas riquezas naturais desde antes do descobrimento dessas terras.  A única diferença é que agora criticamos nossos algozes porém ainda lhes sustentamos.  Esse aparente paradoxo é utilizado no sentido de confundir...ludibriar.  A impressão que tenho é de que não podemos resolver nada em definitivo. Tudo tem que ser...e é tratado de forma paliativa.  Me digam qual obra espetacular e eficiente foi desenvolvida e estruturada para que funcione realmente no Brasil nos últimos 20 anos...!   Nada!!!!

Houve progressos?   É evidente que houve!  Mas frente ao potencial, qualquer besta quadrada pode também evidenciar a mediocridade desse progresso.  Considero medíocre não um resultado simplório a partir de uma origem simplória, mas um resultado ridículo se comparado a origem rica e dispendiosa.

Uma frase já famosa é de que temos impostos europeus e serviços africanos. Taí!!!  Mas fora os impostos ainda temos Estatais.  Os governos sempre tem recursos vindos de todos os cantos e verdadeiras cascatas deles enchem seus infindáveis cântaros. No entanto, ficamos limitados a picuinhas ridículas sobre quem viajou com quem, gastou quanto, comeu o que, quem sabe até o que cagou!!!! Isso é até compreensivo quando se trata de países onde já se ultrapassaram problemas pífios e os cidadãos tem com o que se divertir.

Por que então estamos ainda nessa marcação de passo discutindo se é direita-volver ou esquerda-volver se o imprescindível é o EM FRENTE MARCHE?????

O mundo já está começando a sair da enorme crise que se abateu sobre ele. Estão se recuperando e mostrando como é que se avança e ainda estamos aqui patinando na merda e brigando uns com os outros??? isso é um absurdo sem tamanho.  Não é à toa que sempre ouvimos impropérios ditos por nós sobre nós mesmos. Ah tá....o brasileiro é pacífico....certo...mas se matam em uns 50 mil todo ano.  Cinquenta mil possibilidades que se perdem por ano.  Cada ser é uma possibilidade em potencial mas não enxergamos isso. Rotulamos como bandidos e pronto....ficamos satisfeitos. Já outros milhares são encarcerados, outros milhares morrem em função de péssimo atendimento público nos hospitais....(se for atendido).   Temos os que desaparecem no trânsito muitas vezes (a maioria)  em função das péssimas condições de nossas estradas.  Isso tudo acontecendo e sob os nossos pés, riquezas incomensuráveis. Minerais estratégicos, água pura, enfim. Essa BÊNÇÃO parece ser aquela benção que os índios norte americanos receberam de "Manitu"  onde as nações indígenas sempre habitaram sobre riquezas minerais disputadas pelos brancos.  Inclusive quando expulsas, acabavam sendo assentadas em terras piores mas que depois descobriam que ali também havia quantidades absurdas de riquezas...um mistério.

Se Deus é brasileiro e perdeu um dedo quando torneava o planeta só se arrependendo depois de não ter deixado ele "quadrado" para evitar a poluição, então por que diabos não deixa de fazer tanta propaganda sobre as qualidades terapêuticas da merda e começa a assumir sua verdadeira condição afinal?

Num livro que escrevi mas ainda não terminei, um personagem diz que um ser pode até aceitar morrer de fome sobre um campo estéril, mas jamais aceitaria o mesmo destino sobre um campo fértil.  Por que então aceitamos?  É hora mesmo de irmos para as ruas, para as praças, para exigir nossos direitos que estão sempre sendo negados ou postergados. O Brasil já foi uma ditadura de direita....querem uma nova, mas agora de esquerda.  Acho bom aproveitar esse período "fértil" entre uma e outra para nos expressarmos antes que nem isso mais possamos fazer.

Os árabes descobriram isso muito tarde e o banho de sangue agora se faz necessário. Será que iremos também precisar disso?  Ainda podemos mostrar ao mundo do que somos feitos.  Não logicamente daquela substância de que eles estão certos de que somos, mas daquela de que somos verdadeiramente.  Não devemos quebrar nada, não devemos agredir ninguém.  Só precisamos mostrar o que pensamos de verdade.

Mas se você acha que está tudo bem. Se você concorda em que o Estado deve continuar sendo paternalista, assistencialista, e além de tudo dizer o que você deve fazer, comer, beber e pensar, então, fique em casa assistindo TV. Continue apodrecendo em si mesmo. Afinal de contas, assim como as mais finas iguarias culinárias se transformam em bosta, todos nós um dia seremos também adubo de qualquer forma.

...só que eu ainda vou contrariar esse deus...
...e sei que não vou estar sozinho...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA