TEMPOS SOMBRIOS

Antes de mais nada, estou torcendo pela vida do cinegrafista atingido ontem no Rio de Janeiro pelo "FOGO DE ARTIFÍCIO" que lhe provocou gravíssimo ferimento.  Mas sinto um repúdio pelo fato por dois motivos e um deles envolve até a própria vítima!

O primeiro motivo é a constância em que esses "bandidos" travestidos de manifestantes estão atacando em todos os lugares e sempre se escondendo covardemente em meio às pessoas que tentam se manifestar de forma pura e democrática. É inacreditável que ainda estejam atuando impunemente.

O segundo motivo vem da posição da vítima na hora do disparo. Ora...ele estava focando sua câmara em quem?  Em quem depredava? Em quem agredia? Em quem promovia a arruaça e a desordem? Não....!
Ele focava naqueles que TRABALHAVAM  para TENTAR CONTER  quem depredava, quem agredia e quem promovia as arruaças e as desordens. E POR QUE ele fazia isso?   A intenção não deixa de ser notada: e fica muito claro o objetivo de FLAGRAR qualquer descuido da polícia para imputá-la o rótulo de REPRESSORA!  Tanto é verdade que, assim que aconteceu o choque do FOGO AMIGO pelas suas costas, imediatamente os POLICIAIS foram responsabilizados sem qualquer critério ou investigação.

Eu já estou vendo a hora em que os verdadeiros manifestantes irão para cima desses tais black blocs.  E vejo também o triste trabalho dos policiais em tentar salvá-los. E vejo ainda o sufoco que esses policiais irão passar para não machucar ninguém mesmo sem treinamento para tais circunstâncias.  Pois qualquer que seja o resultado, a culpa certamente lhes cairá na cabeça.

Que esse cinegrafista melhore com a ajuda de Deus e que outros cinegrafistas possam também "FOCAR" suas câmeras no CONJUNTO da situação e não apenas na parte que lhes interessa mostrar.  E que esse marginal que usou o fogo de artifício pague por aquilo que causou. Assim como, no futuro outros também paguem caso cometam os mesmos crimes.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

COELHOS NA PISCINA

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS