BELIGERÂNCIAS

Viajando por sites de colunistas e blogueiros na internet, dá pra se ter uma ideia de certa "divisão" que foi implantada no Brasil nas esferas políticas.  O brasileiro foi literalmente dividido entre dois lados extremos, beligerantes e antagônicos.  Não há mais espaço para aqueles que só querem emitir opiniões. Pois se a opinião não agrada um dos lados, é porque o indivíduo é do outro e vice-versa. Bastou não concordar e já está comprometido. Isso vale para todos. Durante muito tempo frequentei blogs interessantes e fiz algumas amizades sendo que, algumas dessas pessoas tive o prazer de conhecer pessoalmente.

Mas isso foi no tempo em que ainda não havia sido completamente colocado o "-nós contra eles"...!


Então, o que podemos fazer agora é simplesmente ler o que o colunista escreve, verificar sua argumentação e, obviamente o seu comportamento seja ele de que lado for.  Descobri uma coisa muito interessante.
Descobri que durante alguns debates mais acalorados, sempre vem aqueles pentelhos agredindo indiscriminadamente. São os cegos, surdos e mudos. Cegos porque não enxergam além do que lhes ensinam, surdos por não querer ouvir preferindo impor sua fala, e mudos por sempre se aquietarem quando não tem o que argumentar.

Jamais reconhecem seus erros. Nunca estão satisfeitos mas não demonstram.  Enfim, se alguém faz uma crítica, já vem em cima em bandos.  Isso já é uma prerrogativa de todas as áreas de comentários de sites e blogs.  Não há mais exceção. Basta visitar um Reinaldo Azevedo ou um Brasil 247 ou um Baláio do Kotcsho, ou quem sabe um Noblat.  Se o blogueiro descuidar, sua área de comentários ferve.

No entanto, o que percebo nitidamente é o empenho mais grotesco vindo da dita esquerda.  Quando perdem na argumentação, partem para a desqualificação.  Se são atacados, se refugiam no mais puro falso sentimentalismo.  Esquecem a racionalidade e a lógica para se esconderem sob o manto da proteção do sentimento.

Imaginam que só eles é que dispõe desse sentimento. Acreditam que são os únicos detentores do altruísmo mais puro.  Não raro, partem para as falsas lágrimas. Mas se estão com razão...sim...as vezes também erramos...!  Não há perdão!!!!   Diferentemente daqueles que os interpela e percebe nitidamente quando passou das medidas.

Já fui escurraçado tanto de blogs ditos direitistas como esquerdistas. Já fui considerado petista e psdebista. Já levei pau dos dois lados. Sei portanto o tipo de armas que cada lado usa. A forma como abraçam suas causas.  Os argumentos que se utilizam e a "forma" como utilizam, deixam nitidamente expressa as suas condições de visão dos fatos.  Mas ninguém apela tanto ao falso humanismo quanto os ditos esquerdistas.

Para eles, todos os outros contrários são serpentes. São os demônios que fazem questão de transformar o Brasil na sucursal do inferno.  Eu já vi dezenas de vezes blogueiros de direita, elogiarem alguns comportamentos e atitudes das esquerdas mas o contrário?  Nunca...!!!

Agora que meia dúzia de pobres coitados fizeram uma passeata pela tal família Deus e sei lá mais o que, desenfrearam num insano comportamento sem propósito algum. O campo das apelações nunca esteve tão lotado. Isso por causa de uma manifestação completamente idiota que pediam a volta da ditadura.
Ora...Deixem os infelizes se manifestarem...pedirem o que quiserem.  As pessoas tem o direito de ser contra ou a favor, qual o problema?

Algum tempo atrás, uma jornalista do SBT foi apedrejada metaforicamente por usar uma expressão correta do sentimento público.  Ela disse ser "compreensivo"  o povo fazer justiça com as próprias mãos. E eu questiono. Ela está errada?  Na minha opinião, não está!  Compreender é totalmente diferente de aceitar ou justificar.  O que ela quis dizer cristalinamente é que, do jeito que está a nossa justiça, é "compreensivo" que o cidadão tome atitudes que o poder público se recusa a tomar.

Ninguém em sã consciência é a favor de ditaduras.  Isso não quer dizer que os que pedem a volta dela sejam a favor. É um pedido de socorro implícito. O que não entendo, é o efeito repulsivo daqueles que não querem, mas apoiam outras ditaduras mundo afora.  Defendem regimes que mataram, matam e estão matando ainda.  Só por , nesse caso, serem ditaduras esquerdistas.

Dizem que são contra mas defendem as próprias?  Como assim???  Ou se é contra ou a favor.  Depois não adianta dizer que não querem nenhum tipo de ditadura.

As ditaduras podem ser obtidas de diversas formas.  O consenso é uma delas.  Onde há consenso sempre, é uma ditadura.  Um partido que conquista a hegemonia, a maioria do congresso, o judiciário, e a mídia é o que?  Alguns podem dizer que foi através da democracia.... E ONDE ESTÁ A DEMOCRACIA AI?

Dentro das próprias fileiras direitistas existe o dissenso mas o mesmo não ocorre no outro lado de pensamento único.  Num lado há o debate a discordância , já do outro, a concordância cega.  Onde isso é democrático?

Por isso, não sigo nem a esquerda nem a direita...fico com a vanguarda!  Ainda acredito na "consciência" de cada um.  Tenho princípios que podem sim ser confundidos com ambos os lados, mas que mantenho em constante conflito dentro de mim.  Uma ideia só é boa quando existe esse conflito. Quando há a possibilidade de ser debatida .a tal "dialética"!

...e que se fodam os tucanos e os pombos...





Comentários

  1. Quanto mais independente eu me tornava nos anos seguintes, mas entendia do significação da exigência brutal feita ao operário para só ler jornais vermelhos, só freqüentar assembléias vermelhas, só ler livros vermelhos, etc., vi, muito claro, os efeitos violentos dessa doutrinação da intolerância. A psique das massas é de natureza a não se deixar influenciar per meias medidas, por atos de fraqueza. uma força que as complete e, que, por isso preferem curvar-se aos fortes a dominar os fracos, assim também as massas gostam mais dos que mandam do que dos que pedem e sentem-se mais satisfeitas com uma doutrina que não tolera nenhuma outra . Elas não sabem o que fazer da liberdade e, por isso, facilmente sentem-se abandonadas.

    ResponderExcluir
  2. Na vida profissional fui vítima desta estreiteza dos humanos. Como não ara arrogante e nem mandão, era, frequentemente desrespeitado por meus próprios amigos de trabalho. Eles só respeitavam os brutos e grosseiros.

    ResponderExcluir
  3. Eu sei Luíz. Isso é conhecido como comportamento bovino. Muito mais comum na América Latina de hoje e já quase extinto em outros países onde o cidadão passou a ser...cidadão! Aqui ainda capengamos na crença de mitos onde o povo segue ainda a máxima de "o senhor é meu pastor" fora do lado religioso se é que me entende.
    Por isso, continuam sempre assim...pastando!!!

    ResponderExcluir
  4. Viu só Robson.
    Ora ,ora, o que direi vós ó homem de pouca fé? Com cacófago e tudo, eis que o PT achou o seu Demóstenes Torres .Trata-se, segundo a Polícia federal do 1º vice presidente da Câmara Federal, o petista de 1º escalão, André Vargas que, segundo a Polícia Federal, em mais de 50 contatos chama o doleiro Youssef de irmão camarada. O doleiro, como se sabe está preso por lavagem de dinheiro e corrupção.

    ResponderExcluir
  5. A maior discussão que tive com o everaldo foi a respeito dos 200 mil dólares na cueca do assessor preso em Cumbica. O everaldo insisti que este montante não cabe NA CUECA. Pois bem, sexta-feira passada a PF prendeu um passageiro no Aeroporto de Brasília com 250 mil dólares nas meias, entre as pernas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

COELHOS NA PISCINA

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS