ELES CONTRA NÓS

Costumo dizer que não tenho partido político, o que é verdade. Sendo assim, fico mais livre para criticar, opinar e não votar nesse ou naquele apenas para satisfazer qualquer grau de militância.  Mas o que vejo hoje no Brasil, não é governo. Não é preocupação com os caminhos da Nação. O que vejo hoje, é apenas a luta renhida pelo poder;  alianças comprometedoras, conchavos eleitoreiros, parcerias beirando a criminalidade, enfim, basta acessar qualquer site ou espaço na internet sobre o assunto, que vemos como estão apenas preocupados com as siglas e suas perpetuações ou conquistas do que com as nossas realidades, nossos problemas e dificuldades como País.

A preocupação imediata é o que fazer para chegar numa ótima colocação nas eleições de 2014. Se não fosse pouco, ainda existem aqueles que se preocupam com 2018! Gente!!!  Estamos em 2013 com problemas sérios de infraestrutura, de saneamento, de saúde, principalmente de educação. Não há como negar ou postergar assuntos tão sérios para a vida dos brasileiros em função de disputas políticas. Nem chegamos a explorar o petróleo do pré-sal e já estão se matando pelos valores referentes aos royalites da exploração. Não há como retirar aquele petróleo com segurança. Deixem isso para épocas em que a tecnologia para tal esteja mais segura. A Petrobrás já anda ruim das pernas. Insistam nos combustíveis alternativos que foram completamente abandonados depois do pré-sal.

Vejam a bandalheira que fizeram com a Petrobrás. Observem como depredaram esse patrimônio sem sequer usar de privatizações, mas destruindo uma das maiores empresas apenas por mal gerenciamento da parte do governo atual.  As ações despencam vertiginosamente. Somos obrigados à comprar etanol de milho. O que é isso?

O Brasil importa arroz e feijão, um País como o nosso que insiste em criminalizar o agronegócio que realmente produz, para incentivar o sonho maluco do pequeno e improdutivo latifúndio de subsistência apenas por ser o aceitável dentro do politicamente correto. Todos os países, sem exceção, que fizeram uma reforma agrária de grandes proporções, passaram a importar alimentos.

As obras de infraestrutura cedem lugar aos programas sociais emergenciais que só aumentam. Cada vez mais o povo fica a mercê das "bondades" dos governantes. Uma dependência tão criticada pelos que agora a praticam de forma absurda.  Não é isso que vai fazer com que o Brasil cresça. Saúde, segurança e educação estão entrando em colapso. São pilares de sustentação de qualquer país do mundo onde aqui vemos o descaso com que tratam do assunto. Só querem o poder e os votos dos que se tornam reféns das tais "bondades" escravizantes!

Ainda culpam a imprensa pelas enxurradas de palhaçadas que cometem?  Ao invés de tomarem providências, preferem perseguir essa imprensa. Querem porque querem, desqualificá-la, amordaçá-la, se possível até censurá-la!

O mal do brasileiro é esse. Ele não se politiza. Quando resolve se politizar, busca alternativas revolucionárias  dentro do que acha politicamente correto abrindo espaços perigosos dentro do ambiente democrático.
Acredita que devemos sacrificar os ricos para salvar os pobres, quando na verdade, são eles que se sacrificam, porque os ricos continuam enriquecendo às custas das ilusões das massas hipnotizadas por restos jogados da fartura.

Ainda aplaudem e enaltecem conquistas já obtidas e transmutadas artificialmente como dádivas à serem preservadas.

Nossas instituições são corrompidas.  A impunidade ameaça se alastrar ainda mais e mesmo que haja alguma punibilidade , ela ainda é contestada como golpista?

Acho que estão tentando fazer aqueles que ainda pensam nesse país, de palhaços, com certeza estão.
O preço que estamos pagando para assistir essa briga de partidos e coalizões que não fazem o Brasil avançar, será muito caro e difícil de se pagar mais á frente!  Nossa educação cada vez mais contaminada pelo fisiologismo ideológico besta, irá dar frutos podres no futuro. Teremos profissionais cada vez mais desqualificados obtendo empregos cada vez piores.

O tal "nós contra eles"  que dividiu a Nação, não se refere às tais elites, nem aos mais afortunados.  Quem são esses NÓS?  Quem são os "ELES"?  Nunca definem, nem jamais esclarecem.
Talvez por serem os nós (os políticos) e os eles, o próprio cidadão desentendido que aplaude o embate onde ele próprio é que leva as pedradas...e ainda agradece!

Não...não é questão de ser o partido A ou o partido B que vai sanar ou ao menos remediar nossa situação cada vez mais perigosamente precária.  É todo um sistema corrompido pelo descaso, onde o desinteresse do cidadão que se contenta com migalhas ainda não atingiu o ponto de cair a ficha.

Quando o problema estourar de vez...

A culpa irá ser sempre da oposição, seja ela qual for. Vai ser sempre da mídia que dizem golpista, se é que mídia tem o poder de aplicar golpes.  Será sempre do tal imperialismo, do capitalismo, dos inimigos do povo, enfim; até do alinhamento desfavorável dos planetas. Mas nunca irão olhar as cagadas que fazem e assumir o quanto estão abandonando o Brasil para erguer somente suas siglas partidárias e projetar seus próprios umbigos presos cada vez mais por cordões uns aos outros numa massa disforme de alianças obscuras e criminosas.

Essas "alianças" com alguns até criminosos, dizem, é para manter a governabilidade. Já eu, digo que é a maior prova de QUEM são os "ELES contra "NÓS"     ...e isso...

...qualquer um pode perceber!!!!


Comentários

  1. Caro Robson de oliveira. Estou aqui, visitando seu blog. Li alguns artigos. Gostei.
    J. Leite

    ResponderExcluir
  2. Grande J. Leite; Obrigado pela visita e pelo comentário. Se precisar discordar, fique à vontade.
    Tem quase trezentos textos publicados hehehehe!

    Abçs.

    Robson

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS

COELHOS NA PISCINA