ÁGUA DE CHUVA QUE CAI SEM PARAR...

Sempre achei muitíssimo interessante o assunto sobre como se aproveitar a água da chuva de forma útil!
Hoje, com esse dia chuvoso e tríste, vejo o bico da calha jorrando uma água praticamente cristalína, e me pego confabulando sobre o aproveitamento desse desperdício que vai para o ralo.

Encontrei um site justamente dizendo sobre isso... http://www.engeplas.com.br/agua.html

Parece que em Curitiba já existe uma lei obrigando os proprietários de futuros imóveis a construir sistemas de coleta de água da chuva.
Uma medida dessas aplicadas em São Paulo por exemplo, ajudaría em muito a diminuição dos excessos que vão para o Tietê, ou Pinheiros, segurando dessa forma grande parte de água em milhares e milhares de cisternas.
Segundo o site, cada casa com cerca de 150 m2 de telhado pode captar 13 m3 de água por mês, e embora não seja tratada, pode ser usada para diversos fins que não aqueles que precisem de tratamento.
Além disso, as empresas podem fazer o mesmo, e algumas já até fazem, inclusive os diversos condomínios novos.
A prefeitura também podería utilizár-se desse meio para captar essa água, e direcioná-la para reservatórios onde sería bem mais barato o tratamento do que os caríssimos produtos químicos necessários para se tratar a água dos rios.
Muitos países já fazem isso! Aqui temos água de chuva em abundância. Suponhamos que São Paulo com seus aproximados 15 milhões de habitantes dividídos por 4 que é uma estimatíva simplísta de uma família, e cada família captasse 5 mil litros por mês em cisternas (isso incluíndo um parâmetro médio junto com empresas, condomínios, e órgãos públicos) chegaría á algo por volta de quase 20 bilhões de m3 de água captável da chuva, o que é em têrmos quantitatívos, um verdadeiro "tsunami" guardado!

Sei das dificuldades técnicas em se empregar tudo isso, e também em conscientizar toda uma população.
Mas não me parece assim tão complexo, e nem tão caro, vísto que possam ser colocados para as empresas incentívos, e também aos moradores. As contas de água cairíam drasticamente fazendo com que o retorno investído se recuperasse em pouco tempo.
Mas acredito que essa sería sim uma medida extremamente útil no caso das enchentes constantes que assolam a cidade.

Taí....Hoje ao invés de apenas criticar, estou mandando essa sugestão para quem quiser aproveitar.
Nem é novidade isso, mas vale à pena registrar e pensar no assunto.
...pesquísem!!!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

COELHOS NA PISCINA

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS