TROPA DE ELITE 2 A FICÇÃO

É....Eu sabía que não devería assistír. Sabía que não era uma boa, já que o tão falado filme podería mexer mais um pouco com coisas que estou tentanto manter quietas dentro de mim.
Mas vá lá!!!! Assisti, e pronto! Afinal, se logo no começo eu vejo a informação que "apesar das coincidências essa é uma obra de ficção" que mal pode haver?
No primeiro filme de Padilha, sobre a corrupção na polícia do Rio, foi um auê geral. Ninguém aceitava que a polícia estivesse nesse gráu de corrupção...como podem ver, (inclusive até hoje em dia) se tratava obviamente de UMA FICÇÃO não é mesmo?  As notícias confirmatívas dessa "ficção" forram a tv, a internet, e os jornais. Os protagonístas nos morros cariócas que o digam...se é que podem dizer!!!!
Mas temos também o TROPA DOIS, que já vira para outro lado também, e continua com a insistente tarja de FICÇÃO sobre o lado agora político da questão!
Conveniênte essa palavrinha né?  "Ficção"  É como assistir os filmes da década de 30 do século passado quando chamavam de "ficção" quando duas pessoas conversavam através de um aparelhinho sem fio, ou viajavam até a lua!
No dicionário essa palavra é definida assim:

Substantivo comum abstrato, gênero feminino.



Coisa imaginária, delirante ou fora da realidade.

Como podemos ver, essa coisa (que não existe) começa a tomar forma de uma grande "mentira" e que na verdade a palavrinha "ficção", é que se torna uma "ficção" não é?
Acho que o certo, sería antes do filme algo como BASEADO EM FATOS REAIS.    Que tal???

No máximo poderíam colocar que para proteger as pessoas e entidades citadas, os nomes seriam trocados!

Mas obviamente então, o filme sería uma "ficção", pois nem existiría, e eu não o tería assistido.
Ahhhh que complexo paradôxo!!!!

Estamos tão acostumados a essas obras de "ficção" que nem nos damos conta mais. Acho que todos viram as filmagens do Arruda recebendo dinheiro, e todos aqueles outros filmes de "ficção" que acabaram onde?
Alguns estão sendo recolocados como GOLPE CONTRA O GOVERNO, e vai ficar por isso mesmo?
O MENSALÃO já começa a ensaiar o título da maior "ficção" da história deste país!!!!
Os protagonístas "reais" já estão todos sendo realocados, reaninhados, ou reconfortados financeiramente através de cargos de "confiãnça".  Isso em outras "ficções" também!

Acho que o único "fictício" talvez seja o pobre do Coronel Nascimento mesmo, interpretado pelo grande Wagner Moura.
A inversão conseguiu levar apenas o lado bom da história para a ficção, mas a realidade criada  deixou o lado ruim, esse que nós vemos, assistimos, presenciamos, tocamos, cheiramos, e até sentimos o gosto amargo na boca todos os dias...esse sim... É FICÇÃO, e NÃO EXISTE!!!!!!!!

...então tá!!!!!!!

Comentários

  1. Acabei de criar uma frase ou um pensamento interessante.

    ..."Ser político, é praticar a arte de vender uma mentira bonita ao invés de uma verdade feia.
    Ser eleitor, é a arte de comprá-la..."

    ResponderExcluir
  2. Ficção mesmo meu caro Robson é o salário mínimo de 56o reais quando o DIEESE afirma que deveria ser de mais de 2 mil.
    É bom lembrar que, o DIEESE era o único órgão que o PT e a CUT aceitavam como processador de dados da economia. Não era? Te lembras disso?
    Não é a realidade que é outra. Nada disso! É que os paladinos da justiça chegaram ao poder e, aí sim, mostraram a que vieram.
    Hoje eles estão ''por cima'' e, criticá-los é uma heresia; coisas do PIG.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TIJOLO ECOLÓGICO - PROBLEMAS COM UMIDADE NA CONFECÇÃO

COELHOS NA PISCINA

O CIDADÃO, O SÚDITO E SEUS ORIFÍCIOS